Na noite desta quarta-feira (18), o Flamengo perdeu para o Fortaleza em Volta Redonda por 2×1 e foi eliminado da Copa do Brasil. Após o resultado, Jayme de Almeida, que comandou o time graças à ausência de Muricy Ramalho, falou com a imprensa, admitiu que o resultado foi péssimo e ainda falou de como o time se comportou e como deve reagir agora.

O auxiliar técnico de Muricy, que tem uma história de altos e baixos no clube, concedeu entrevista coletiva depois da derrota e falou sobre a decepção após o resultado: “Temos que melhorar, não adianta ficar falando que está uma maravilha. Trabalhamos para isso, se o time engrenar as coisas funcionam. Temos que acreditar no trabalho, nesses jogadores, na comissão, não tem alternativa. Pedimos paciência, sei como é difícil falar isso, sou flamenguista, ninguém está satisfeito e sei que a torcida está chateada. Foi uma pancada fortíssima em todos nós. Decepcionado é a melhor palavra, mas está todo mundo pensando em reverter isso“.

“Temos de ver que o resultado foi péssimo. Foi muito ruim, não esperávamos, mas temos de levantar a cabeça. Precisamos ver o que erramos e corrigir nossos erros, para dar sequência no Brasileiro. Quando tem uma derrota dessas, um time como Flamengo, com a história que tem na Copa do Brasil, realmente é muito chato. Não pode pensar que está tudo ruim. Está tudo uma droga, mas com certeza temos que corrigir os erros e melhorar” – Jayme de Almeida

Sobre o jogo, Jayme falou da postura do Fortaleza e comentou que, infelizmente, a estratégia adversária deu certo: “É sofrido quando perde, mas às vezes a derrota dá o caminho para melhorar. A proposta do Fortaleza era contra-ataque. Eles criaram muito pouco e foram muitos felizes. Acho que o Paulo Victor fez apenas uma defesa, não lembro de nenhuma outra, não teve chute perigoso. Foi só isso. Mérito do Fortaleza. Tem que dar parabéns a eles sem tirar culpa da gente”.

Tentando avaliar o que deu errado, o treinador admitiu que faltou atenção: “Olhando o jogo hoje, acho que a gente bobeou, não estava ligado. Faltou um pouquinho de calma, mais experiência, porque o jogo não decide numa bola. No segundo tempo, acho que isso melhorou um pouco”.

Com a eliminação, o Flamengo ganha vaga na Copa Sul-Americana e volta a focar no Campeonato Brasileiro, em que pega o Grêmio neste próximo domingo. Jayme de Almeida também falou sobre o futuro rubro-negro: “Nosso time lutou o tempo inteiro, não fez uma partida boa. Começou perdendo, se impacientou. É fazer campanha boa no Brasileiro. Tem a Sul-Americana, mas é um pouco mais para frente. O Brasileiro começou, temos que voltar as atenções para no domingo já enfrentar o Grêmio”.