Zé Ricardo é sem dúvida, o grande nome do Flamengo na Copa SP de Futebol Jr (Foto: Rico Ferrari)

Zé Ricardo é sem dúvida, o grande nome do Flamengo na Copa SP de Futebol Jr (Foto: Rico Ferrari)

Tratado como o principal responsável pelo 3° título do Flamengo na Copa SP, o treinador Zé Ricardo mudou o jeito com que o torcedor rubro-negro olha para as categorias de base do clube. Com seu método inovador, principalmente no futebol brasileiro, Zé fez com que a garotada do Mais Querido, ganhando ou não, jogasse da mesma maneira, do mesmo esquema tático que ele propôs a eles antes de cada partida, encantando o torcedor rubro-negro.

Zé Ricardo não perdeu nenhum jogo em Copa SP no comando do Flamengo. São duas Copinhas. Veja no infográfico abaixo:

Zé está invicto dirigindo o Fla na Copinha (Foto: Adriano / Flamengo em Números

Zé está invicto dirigindo o Fla na Copinha (Foto: Adriano / Flamengo em Números

Na manhã dessa segunda-feira (25), no Pacaembu, o Flamengo de Zé Ricardo não temeu o poderoso e, também invicto, Corinthians do competente treinador gaúcho Osmar Loss, apontado por muitos como o favorito para a final. Começou a partida jogando melhor, sempre na base do toque de bola e com o menor número possível de chutões, ordem do treinador, mas viu a equipe paulista abrir 2 a 0 rapidamente, gols de Gabriel Vasconcellos e Matheus Pereira, mas os meninos do Ninho não se abateram e foram até o fim do primeiro tempo pressionando, sem sucesso. Zé sabia que algo precisava ser feito no intervalo para que a equipe pudesse conquistar o tri:

“Conseguimos fazer um bom primeiro tempo. Mas se a gente precisava equilibrar o defensivo com o ofensivo. Deu tudo certo”

E deu tudo certo. Pois logo com um minuto do segundo tempo, Lucas Paquetá jogou a bola para a rede após escanteio de Matheus Sávio, mas o assistente marcou um impedimento inexistente do camisa 11. No minuto seguinte, outro escanteio cobrado por Matheus Sávio dessa vez encontrou a cabeça de Trindade sozinho na pequena área, que só teve o trabalho de diminuir. Aos oito, o Mengão empatou. Cafu roubou a bola de Léo Jabá, puxou o contra-ataque e tocou para Matheus Sávio empatar a partida, 2 a 2. A partir disso, a tensão foi se espalhando no campo e a partida terminou empatada, indo para as penalidades máximas. Nos pênaltis, com provocações de ambos os lados, os meninos do Ninho venceram por 4 a 3 e se sagraram tricampeões da Copinha. Um título, que para quase toda a torcida rubro-negra, tem nome e sobrenome: Zé Ricardo.

Treinador defende transição “no momento certo” e diz que ainda não conversou com Muricy

Na coletiva após a festa do título no campo, Zé Ricardo rasgou elogios ao grupo de jogadores que disputaram a Copa SP, destacando a união dos atletas:

“Esses meninos adoram estar juntos, trabalhar e treinar, e o investimento foi nesse ponto. A coletividade numa competição curta é importante, e é fundamental que o grupo viva de forma harmônica. Eles foram maravilhosos, não tiveram reclamações nem problemas.”

“Somos facilitadores dos sonhos deles. Esse título mostra o trabalho da Base. Vou ficar feliz se eles derem retorno pro Clube.” – Completou

Sempre que a base conquista um título, o torcedor sempre questiona: “Quem irá subir (para os profissionais)?”. Sabendo disso, o treinador pregou cautela para que o clube não cometa os mesmos erros do passado:

“Logicamente que um título desse pode credenciar garotos ao time profissional, mas acredito que eles ainda têm etapas a cumprir. Essa transição é a mais complicada. Acho que o Flamengo já sofreu com isso, já aprendeu bastante com isso lá atrás e vai ter oportunidade para fazer isso no momento certo.”

Quando foi perguntado se já se encontrou com o treinador dos profissionais, Muricy Ramalho, para tratar da integração entre a base e o time profissional, Zé culpa a falta de datas disponíveis até agora:

“Na verdade, não tive a oportunidade de conversar com o Muricy, houve um desencontro no nosso calendário. A gente estava no Sul, disputando a Copa RS, quando ele foi apresentado. Depois viemos para a Copa São Paulo, e o time profissional estava de férias. Agora vamos ter oportunidades.”