Flamengo vence o Vasco em dia de temporal no Maracanã e está a 10 jogos sem perder para o rival

Por Igor Pedrazzi - Para o MRN Informação

Caros amigos Rubro Negros, em dia de passeio de Noé pelo Maraca, com direito a dilúvio e um rio no meio do campo, o Flamengo vence o Vasco e ajuda o clube de divisões inferiores, já que toda a água acumulada no Maraca foi levada em caminhões pipa direto para as caixas d’agua de São Januário, dando fim a crise hídrica que assolava nossos fregueses.

Depois do temporal, o bom humor do Rubro Negro após mais uma vitória sobre o nosso freguês. (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo Oficial)

Depois do temporal, o bom humor do Rubro Negro após mais uma vitória sobre o nosso freguês. (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo Oficial)

O JOGO

Primeiro tempo pra Cantareira nenhum colocar defeito.  Com o jogo morno até então, o destaque do primeiro tempo foi a quantidade de água que caiu do céu, com São Pedro numa bela homenagem ao dia internacional da água, comemorado em todo 22 de março. Numa saída de bola pífia de Martín Silva, adivinha quem ajeitou a bola pra Alecsandro? Sim, ela mesmo, a poça d’agua. Martín foi rolar a bola e sair jogando com Rodrigo, mas a nossa querida poça ajeitou a bola com carinho para Alecsandro, que só teve o trabalho de correr e estufar a rede dos nossos fregueses, 1 x 0 aos 17 minutos do primeiro tempo. Aos 25, jogo paralisado. O gramado completamente inundado não dava as condições necessárias para que transcorresse o jogo. E lá se vão 50 minutos esperando o retorno das equipes ao gramado, que contando com boa drenagem, ficou em bom estado para o restante do duelo. O Vasco voltou ligado, contrariando alguns membros de sua diretoria que preferiam que o jogo não voltasse pra que se iniciasse uma nova partida do zero, e na única jogada que eles tem que é a bola parada, empataram o jogo com Gilberto, após falha na marcação dentro da área num escanteio bizarro cedido por Anderson Pico. O Flamengo parecia ter voltado frio para o jogo, e desatento, nada produziu até o final do primeiro tempo.

Na segunda etapa, Gabriel que pouco produziu antes do intervalo por conta do gramado pesado e da pouca criatividade do Flamengo, foi substituído por Everton, que mesmo voltando de problema muscular, impôs um ritmo muito forte a equipe Rubro Negra, juntamente com Marcelo Cirino. E foi de Everton o passe para Cirino, que girou em cima de Madson e foi invadindo a área Vascaína, até ser empurrado por trás por Guiñazu. Bola na cal e Alecsandro pra cobrança, Flamengo 2 x 1 aos 7 do segundo tempo, deslocando Martin Silva e correndo pra galera. O Vasco a partir daí, mostrou o fraco time que é. Chutões completamente ridículos e nenhuma dificuldade apresentada ao Flamengo, aquele tipo de jogo que a gente consegue ver sentado sem ficar nervoso, sabe? O Flamengo tinha os contra ataques, e não soube aproveitar. Aos 37 e já completamente descontrolados, após falta de Paulinho impedindo o contra ataque, Bernardo foi pra cima do atacante do Flamengo, e foi agredido por Anderson Pico e o tempo fechou, dessa vez no gramado mesmo e não foi no céu. Resultado do chilique Vascaíno, Bernardo e Guiñazu expulsos pelo lado deles, Anderson Pico e Paulinho indo pro chuveiro mais cedo pelo lado vencedor. Fim de jogo, Flamengo 2 x 1 Vasco. Sem saber o que é perder pra eles desde 2012, o dólar nessa época tava só 1,65 r$. Faz tempo hein!

 

FREGUÊS³


O Flamengo venceu o Vasco no remo de manhã, no carioca sub 20 na preliminar e no clássico dos profissionais. Dia triste pra rapaziada da marquise.

PERDIDÃO

Que partida estranha de Anderson Pico. Completamente perdido e destemperado em campo. Chutes ridículos de longa distância e o escanteio que deu em gol deles cedido de forma bizarra, quando estava sozinho dentro da área e cabeceou torto. Abre o olho Anderson!

FIRME E FORTE

“Não tem conversa com a Federação. Aliás, o Flamengo não conversa com a Federação.” Palavras do nosso Presidente, Eduardo Bandeira de Mello ao ser questionado sobre uma possível conversa com a FERJ para reinício ou não do jogo. O Flamengo NÃO SE MISTURA. Somos a reserva moral do nosso Estado.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 1 VASCO

Juiz: João Batista de Arruda.
Gol:
Alecsandro, aos 17′ do 1ºT; Gilberto, aos 28′ do 1ºT; e Alecsandro, aos 7′ do 2ºT.
Cartão amarelo:
Marcelo Cirino, Serginho, Canteros, Gilberto, Guiñazu, Alecsandro, Cáceres, Wallace, Everton, Christianno, Rodrigo,
Cartão vermelho:
Paulinho (36′ do 2ºT), Guiñazu (36′ do 2ºT), Bernardo (36′ do 2ºT) e Anderson Pico (36′ do 2ºT).
Renda / Público:
R$ 2.543.220,00 / 51.085 pagantes.
Local:
Maracanã (RJ).

Flamengo: Paulo Victor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Jonas (Cáceres, 20′ do 1ºT), Canteros e Márcio Araújo; Gabriel (Everton, Intervalo), Marcelo Cirino e Alecsandro (Paulinho, 21′ do 2ºT)- Técnico: Vanderlei Luxembrugo.

Vasco: Martin Silva, Madson, Anderson Salles, Rodrigo e Christianno; Guinãzú e Serginho (Thalles, 20′ do 2ºT); Julio dos Santos, Jhon Cley (Yago, 31′ do 2ºT) e Dagoberto (Bernardo, 25′ do 1ºT); Gilberto – Técnico – Doriva.