20150818143145


José Peralta | Twitter @CRFlamenguismo

Guerrero convocado por Gareca, Armero chamado por Pekerman e Jorge selecionado por Dunga/Micale. Essa é a realidade com que o Flamengo trabalha.

Os dois primeiros ficariam de fora dos confrontos contra Avaí, Fluminense e Cruzeiro. Já o jovem lateral perderia “apenas” esses dois últimos jogos.

O que o clube poderia fazer diante dessa circunstância? Muito pouco. Em que pese as partidas serem amistosas, elas foram marcadas em uma Data Fifa, o que faz com que o Flamengo não tenha como impedir a participação dos atletas.

Sim, o clube pode fazer um requerimento solicitando a não convocação de um atleta, mas não passa disso. Com relação ao Guerrero, o Flamengo até tentou, mas não deu certo. A explicação é óbvia: A Federação Peruana não abriria mão de seu principal jogador nos últimos amistosos antes do início das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Além do mais, Paolo é atleta da Nike e as partidas serão realizadas nos Estados Unidos. Enfim, realmente não tinha jeito.

O mesmo procedimento pode e deve ser adotado com relação ao lateral Jorge. Nesse caso, com uma probabilidade de sucesso um pouco maior, visto que o jogo é da seleção olímpica (sub23). Aliás, o descontentamento de Rodrigo Caetano com a convocatória é justificável, haja vista que, embora não seja algo obrigatório, há uma espécie de acordo de cavalheiros para que o clube seja informado com antecedência sobre a convocação de seus atletas para uma seleção de base.


img_757x426$2015_07_24_14_21_23_474024Já o adiamento de jogos é uma questão rigorosamente política. Não há fundamentação jurídica para se adiar partidas, ainda que a equipe tenha três ou mais atletas convocados. Alguns clubes encontrariam esse respaldo dentro do departamento jurídico da CBF, mas não é o caso do Flamengo.

A única saída para que os clubes deixem de perder jogadores para as seleções é a mais óbvia possível: uma adequação do calendário brasileiro. Já passou da hora da CBF parar de marcar jogos em Datas Fifa.

Mas como a distinta Confederação Brasileira de Futebol poderia fazer isso? Até onde sei, um ano tem apenas 365 dias (366, no máximo), então não há como aumentar o calendário. A solução, portanto, é evidente: não há como manter campeonatos estaduais com 19 datas, como foi esse ano e como será ano que vem. Simplesmente não dá!

Além de deficitários e desinteressantes, os estaduais são os verdadeiros culpados pela não paralização dos campeonatos em Datas Fifa. Se o Guerrero estará fora do Fla x Flu, é porque os quatro primeiros meses do ano foram ocupados com jogos contra Friburguenses e Barra Mansas.

Olha, se pesquisarem bem, é possível que descubram que até a fome na África é causada pelos malditos estaduais.

O Flamengo já está brigando pela moralização do futebol brasileiro em diversas frentes. Parece que encontrou mais uma! Normal para o maior clube do país – it comes with the territory.

PS: No fim do ano passado resolvi fazer um esboço do que seria meu calendário ideal. É apenas um rascunho, mas não é pior do que o da CBF/CONMEBOL: http://flamenguismo.tumblr.com/post/108926698971/meu-calend%C3%A1rio-ideal

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER