saloon


Sérgio Vieira | Twitter @sergiomrvieira

 

Todo homem comete erros. Mas alguns deles são imperdoáveis. Reconhecer os próprios erros é uma virtude só encontrada em homens de verdade. Alguns erros não têm volta e após reconhecê-los, só resta ao homem dizer que sente muito e seguir em frente. E lidar com as conseqüências, sejam elas quais forem.



É essa temática que conduz o filme Os imperdoáveis, último faroeste de Clint Eastwood. Uma prostituta resolve fazer troça sobre o tamanho do documento de um cowboy. O sujeito, bêbado, reage retalhando o rosto dela com uma faca, com a ajuda de um amigo. O xerife da cidade alivia a punição pros dois, as prostitutas se revoltam e passam a oferecer uma recompensa pela morte deles. Começam a aparecer pistoleiros para fazer o serviço e embolsar a grana e a coisa começa a fugir do controle do xerife.

Unforgiven

O Tio Clint não tá gostando nada desse futebol do Mengão | Imagem Reprodução

E o Flamengo nisso tudo? Bom, eu diria que não é bem o Mais Querido, mas sim aqueles que são os responsáveis por conduzir nosso barco que estão cometendo erros. Muitos acertos, sem dúvida. Quando o assunto é arrumar as finanças os Azuis já mostraram que são craques. Mas há muitos erros também. E um dos erros que a atual gestão rubro-negra comete é, em minha opinião, um daqueles erros imperdoáveis: errar na condução do futebol.

Eu e muita gente boa já dissemos que o mais primoroso trabalho de equilibrar as finanças vai pro ralo se o futebol não for bem. Claro que não aconteceu nenhuma tragédia. Mas esse é o terceiro ano seguido em que veremos o Flamengo fazendo figuração no Campeonato Brasileiro. Lógico que vou adorar queimar a língua se acontecer algo diferente, mas acho isso bem improvável.

Abram o olho, dirigentes. Esse futebol está realmente sendo bem conduzido? Trocas e mais trocas de técnicos, uma multidão de “jogadores” que não dão uma gota de sangue em campo, eliminação na Copa do Brasil para um grupo de onze homens que nem pode ser chamado de time, fora o resto. Todo mundo comete erros como já dito lá no começo do texto, mas há erros imperdoáveis. Do mesmo modo que retalhar a cara de uma mulher, não cuidar do futebol do Flamengo é um desses erros que os rubro-negros não perdoam.

A eleição está chegando e com ela chega a hora de cada um julgar se essa diretoria merece mais três anos no trono do poder. Só sei que nosso futebol não merece mais três anos como coadjuvante nacional.

Sérgio Vieira é Mengão, fã de Clint Eastwood e escreveu esse texto ao som de The Dark Side of the Moon.

 


3FTjsDnl

No blog Saloon do Urubu, Sérgio Vieira se utiliza das temáticas faroeste como metáforas para abordar as diversas problemáticas que envolvem o clube mais popular do Brasil. Escreve também no ótimo Poeira e Pedra.



 

LEIA OUTROS POSTS DO SALOON DO URUBU 

 


BLOG ORRA, É MENGO!, por Gerri Rodrian:  Tem coisa que só o Mengo faz por você


 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!