Flamengo faz péssima partida, mas vence o Volta Redonda no abafa.

Por Igor Pedrazzi - Para o MRN Informação

Foi fraco, feio, sem graça. Assim foi o Flamengo hoje. Essa vitória devolve o Flamengo ao G4 do Carioca, que por enquanto ocupa a segunda colocação, dois pontos atrás do líder já que Vasco e Flu ainda jogarão amanhã e mudanças podem acontecer. Flamengo 2 x 1. Muito mais na correria do que na qualidade.

Voltou bem demais. Paulinho foi o cara do segundo tempo (Foto: Flamengo Oficial)

Voltou bem demais. Paulinho foi o cara do segundo tempo (Foto: Flamengo Oficial)

O JOGO

Um primeiro tempo de tanto sono, que nenhuma cartela de rivotril poderia dar. O Flamengo entrou em campo completamente apático, presa fácil a forte marcação do Volta Redonda, que veio ao Maracanã unica e exclusivamente disposto a jogar fechadinho e conseguir alguma coisa no seu contra ataque. Sem criatividade alguma, o Mengão era completamente inofensivo, com os seus jogadores de frente sem saber o que fazer em campo. Mugni e Eduardo da Silva em atuações pífias, de dar dó. Gabriel pouco tentava, e Marcelo foi vítima de forte marcação.

O Flamengo mantinha a posse de bola no campo ofensivo, sem saber o que fazer com a criança. Até que aos 18, Gabriel teve a bola roubada por Kayo que puxou rápido contra ataque, tendo toda intermediária para avançar. O meia abriu o jogo para Niltinho que explodiu a bola no travessão, e na cochilada de Anderson Pico, Henrique fez de barriga/mão. Era tudo o que o time da região serrana queria. E até o final do primeiro tempo, o Flamengo insistia em não fazer absolutamente nada em campo, doido pra ir pro intervalo. Só aos 36, Gabriel após ser lançado por Paulo Victor, teve o a bola cortada dentro do gol pelo zagueiro Luan. E já aos 47, Gabriel rolou pra Mugni que chutou com perigo por cima da meta de Douglas.

Na volta do intervalo, além da troca de camisa já que o Fla começou o jogo com a papagaio de vintém e voltou com a camisa normal, Luxa resolveu combater a apatia que tomava conta do time. Entraram Paulinho e Alecsandro, nos lugares de Lucas Mugni e Eduardo da Silva, que em péssima noite quase nada produziram. E o time veio com um pouco mais de gana pro segundo tempo, logo aos dois minutos, Paulinho rolou e Canteros bateu firme, exigindo grande defesa do goleiro do Voltaço.


Com a nova formação tática da equipe, com Cirino e Paulinho nas pontas e Alecsandro como referência, o Flamengo passou a jogar com um pouco mais de qualidade pelos lados do campo, conseguindo produzir mais. E após início bastante movimentado pelo Mengão, aos 10 minutos Paulinho pega a sobra de bola de Marcelo Cirino e manda uma bomba indefensável pra cima de Douglas, que só pulou pra foto. Golaço do Paulada, que voltou de lesão e mostrou bastante desenvoltura.

Anderson Pico em jogo terrível, foi substituído por Luiz Antônio, a contra gosto da Nação. O Mais Querido esboçava uma reação e após cruzamento de Pará, Paulinho sozinho cabeceou para fora, aos 20′. E um minuto depois, o mesmo Paulinho empurrou a bola na pequena área após Márcio Araújo alçar, e ela caprichosamente beliscou a trave.

A posse de bola era mantida, mas a objetividade tinha ficado um pouco de lado a essa altura. Mais uma vez Paulinho, aos 27′ deu trabalho a Douglas em chute de fora da área. E a partir daí o Flamengo parou, o time tinha a bola mas não sabia o que fazer, girava e girava sem o poder de decisão necessário.

Depois de tanta reza da Nação Rubro Negra, Gabriel achou Luiz Antônio na linha de fundo, que cruzou para Alecsandro, sozinho, só escorar pro gol aos 40′. E o Flamengo ainda fez questão de assustar a galera com uma excelente defesa de Paulo Victor após cabeçada de Magno, aos 44 da etapa complementar. Aos 48 o juizão pediu a bola e decretou o final da partida.

O Flamengo voltará a jogar no próximo sábado, contra o Tigres do Brasil no estádio de Los Larios às 16:00. Vamos jogar Flamengo!

 

ISSO NÃO É FLAMENGO

A falta de ambição e vontade de alguns jogadores, principalmente no primeiro tempo. Alguns já tem tempo de casa o suficiente pra entender que aqui no Flamengo é diferente.

VAI PAULIN, VAI PAULIN!

Paulinho voltou, e doido pra jogar. Pediu bola, chutou, fez gol e se movimentou. No meio desse deserto de talentos, foi o cara da partida. Que volte a ser aquele grande jogador de 2013.

 

FICHA TÉCNICA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 11/3/2015 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Patricia Silveira de Paiva (RJ)
Renda e público: R$ 219.860,00/ 6.968 pagantes
Cartões amarelos: Paulinho, Wallace (FLA), Adeílson, Niltinho (VOL)
Gols: Henrique 18’/1°T (0-1); Paulinho 10’/2°T (1-1); Alecsandro 40’/2°T (2-1)

 

FLAMENGO

Paulo Victor, Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico (Luiz Antonio 20’/2°T); Marcio AraÚjo, Canteros e Mugni (Paulinho/intervalo); Gabriel, Eduardo da Silva (Alecsandro/intervalo) e Marcelo Cirino. Téc: Vanderlei Luxemburgo.

VOLTA REDONDA

Douglas; Henrique, Reniê, Luan e Pedro Rosa; Diego Paulista (Magno 24’/2°T), Bruno Barra, Niltinho (Alan Carius 28’/2°T) e Kayo (Pedro Isidoro 19’/2°T); Hugo e Adeílson. Téc: Marcelo Cabo