Por @noriam7



IMG-20150203-WA0027[1]Os 25 (até então) jogadores rubro-negros com quem Vanderlei Luxemburgo pretender contar para a temporada já têm numeração fixa às costas. Dentre as mudanças em relação a 2014, Anderson Pico assume a camia 6 e Lucas Mugni, que já vestiu a 10, carregará a 11. Entre os reforços, Bressan recebeu a 3, enquanto Pará, Thallyson e Arthur Maia, 21, 16 e 19 respectivamente; Cirino, como esperado, vestirá a 7.

A surpresa, no entanto, ficou por conta de Paulo Victor. Com a expectativa de assumir a 1 em definitivo pós-saída de Felipe, o arqueiro resolveu seguir com a 48, assimilando o conselho de Luxemburgo, que enxerga a permanência do número como estratégia de marketing.

– Nação, primeiramente gostaria de agradecer a todos vocês pelo apoio e confiança que tiveram em mim. Optei carregar o número 48 em minhas costas sempre, é um número que tem uma grande importância para mim, foi uma homenagem a minha mãe e foi o número que esteve comigo no momento mais feliz da minha vida profissional, o da titularidade no maior time do Brasil! Fico extremamente feliz em ver camisas com a numeração 48, podem ter certeza que isso me motiva cada vez mais a trabalhar para corresponder esse carinho que vocês têm comigo – postou Paulo Victor em seu Instagram.

Confira a numeração para 2015:

Numeração 2015:
1 – ×
2 – Léo Moura
3- Bressan
4- Samir
 5- Victor Cáceres
6- Anderson Pico
7- Marcelo Cirino
8- Márcio Araújo
9- Alecsandro
10- ×
11- Lucas Mugni
13- Marcelo

 14- Wallace
15- Luiz Antônio
16- Thallyson
17- Gabriel
18- ×
19- Arthur Maia
20- Canteros

 21- Pará
22- Éverton
23- Eduardo da Silva

 24- ×
25- ×
26- Paulinho
27- ×
28- ×
29- Nixon
33- Frauches
37- Cesar (goleiro)
38- Daniel (goleiro)
48- Paulo Victor (goleiro)