Os dois maiores times do futebol da atualidade decidem em Tóquio quem será o campeão mundial


Liverpool ou Flamengo: quem conquistará o mundo? (Foto: Reprodução)

Liverpool ou Flamengo: quem conquistará o mundo? (Foto: Reprodução)

Flamengo e Liverpool vão em busca do título mundial neste domingo, no estádio Nacional de Tóquio. A ilha de Honshu, onde fica a metrópole japonesa abriga a maior conglomeração populacional do mundo por metro quadrado e está de braços abertos para receber um esporte ainda incipiente na milenar cultura oriental. Nas ruas da cidade pudemos ver muitos turistas ingleses e brasileiros comprando ingressos e o povo japonês já escolheu o Mais Querido como o time a de sua preferência. Com certeza o clima será de Maraca lotada amanhã.

Ao caminharmos pelos arredores do estádio já não nos surpreendemos mais com a proliferação de rodas de samba formadas por torcedores que cruzaram o globo solitariamente ou em caravanas para ver o Fla. Aqui estão brasileiros do Oiapoqui ao Chuí, literalmente, cantando a alegria de ser rubro-negro. O carnaval futebolístico se espalha, abraçando o esforçado e gentil povo japonês, tão carente dessa felicidade onírica.

A equipe inglesa vai pra mostrar seu favoritismo e poder sobre o futebol do mundo. A tricampeã europeia, comandada por Neal, Kennedy, Dalglish, McDermott e Souness e que venceu o poderoso Real Madrid na decisão da Liga dos Campeões por 1 a 0, com gol do próprio Kennedy, quer mostrar a força do futebol inglês e superioridade sobre os rivais. Os Reds dominam o futebol não apenas da ilha britânica, como de toda a Europa Ocidental. Conquistaram de 1973 até aqui (1981) seis troféus continentais, e são considerados pelos especialistas e amantes do jogo no Velho Mundo uma equipe que vai entrar para a história como um dos maiores esquadrões montados na história do esporte.

O Flamengo quer surpreender e acabar com a fama de “time do Maracanã”, apelido que condiciona de maneira pouco inteligente a capacidade impressionante de jogar bola deste fabuloso aglomerado de craques comandado pelo gênio da raça Zico, cada vez mais saudado como o grande craque nacional, e legítimo herdeiro da linhagem de Pelé na Seleção Brasileira.

O Fla vem de uma dura missão na decisão da Libertadores, quando bateu o violento time do Cobreloa, há pouco menos de 20 dias. Após 3 jogos muito pegados e catimbados, o Flamengo venceu os chilenos por 2 a 0 em Montevidéu, com dois gols do nosso camisa 10, conquistando a América e o passaporte para estar aqui na terra do sol nascente.

O time mais popular do futebol tupiniquim além de brilhante é veloz e raçudo. Recheado de craques, uma máquina pensada pelo falecido Cláudio Coutinho, montada pra trabalhar sem muito desgastar suas valiosas peças e conduzir a máxima entrega de resultados. Depois do título brasileiro de 80, o primeiro da história do Mengão, libertar a América do Sul há três semanas, é hora do ardor rubro-negro ecoar por todos os quatro cantos do mundo! Vamos torcer sem esquecer do lema “Vencer, Vencer e Vencer”. Sucesso, Mengo!

 

Depois de sofre até com pedradas contra o Cobreloa, time espera um jogo mais leal contra os Reds.

Depois de sofre até com pedradas contra o Cobreloa, time espera um jogo mais leal contra os Reds.

 

FICHA TÉCNICA

Final do Mundial de Clubes

Data: 13 de dezembro de 1981

Local: Estádio Nacional de Tóquio, Japão

Horário de início: 00h (horário de Brasília) e 12h (horário de Tóquio)

Flamengo: Raul; Leandro, Marinho, Mozer e Júnior; Andrade, Adílio e Zico; Tita, Lico e Nunes. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Liverpool:  Grobbelaar; Neal, R. Kennedy, Lawnson e Thompson; Hansen, Dalglish e Lee; Johnstone, Souness e McDermott (Johnson). Técnico: Bob Paisley.

Árbitro:  Rúbio Vasquez (MEX)

 


Yann Rodrigues faz parte da equipe MRN Informação. Twitter: @yann_rodrigues