RETROSPECTIVA Santos 4×5 Flamengo – Parte 2


Mariana Sá | Twitter @imastargirl

mrn infLuis Roberto, narrador da transmissão do jogo na TV Globo, disse, assim que o apito final soou, que aquele seria um “jogo para sempre”. Naquele dia 27 de julho, depois de noventa minutos de algo inexplicável, só havia uma certeza: ninguém esqueceria aquela data tão cedo. Aquele Santos x Flamengo é considerado até hoje um dos melhores jogos dos últimos anos e não faltam motivos para isso. O duelo entre Ronaldinho x Neymar já podia ser um atrativo sozinho. Os dois grandes nomes do Brasileirão daquele ano ficaram cara a cara e a grande expectativa não poderia ser diferente. Todos os olhos estavam na Vila Belmiro, tudo caminhou até ali.



O jogo começou exatamente como seria até o fim: com gol. Com apenas quatro minutos, Borges abriu o placar depois de um lançamento espetacular de Elano. Mesmo com o baque inicial, o Flamengo não sentiu o gol e mostrava-se bem na partida, equilibrando as ações. Ronaldinho era efetivo, o camisa 10 queria jogo!. Entretanto, existia um menino do outro lado disposto a desequilibrar. Aos 15’, Ganso tocou para Neymar. O garoto tentou finalizar e Felipe defendeu, mas ele não desistiu e pegou o rebote. O passe para Borges foi de bicicleta quando estava sentado no gramado e o companheiro santista só precisou empurrar para dentro.

Todos se lembram das inacreditáveis chances perdidas por Deivid. Naquele dia, quando a torcida roía as unhas com o 2×0 no placar e o nervosismo característico de dia de jogo, esse era mais um ingrediente inesquecível que não podia faltar. Aos 20 minutos, depois de receber um cruzamento na medida, o atacante conseguiu mais um de seus feitos memoráveis e perdeu o gol sozinho. Garanto: aquele dia não seria tão emblemático se ele conseguisse marcar.

Por incrível que pareça, o Flamengo nunca foi inferior na partida. O equilíbrio muitas vezes irritante não se refletiu no placar, mas as diversas chances para ambos os lados mostravam que tudo podia acontecer. Aos 25 minutos, entretanto, o que ninguém podia imaginar antes da partida aconteceu. O gol que rendeu, meses depois, o Prêmio Puskas para Neymar fez com que a derrota parecesse inevitável. O menino da Vila passou por todos os marcadores e deixou Angelim, assim como todos os rubro-negros, sem saber como reagir.

Depois do 3×0, muitos torcedores desistiram de assistir a partida e desligaram a televisão. Tenho pena daqueles que perderam aquilo que tenho dificuldades para encontrar palavras que consigam definir. Uma partida que foi exatamente como deveria ser e tantos perderam, pois não acreditaram no princípio fundamental do “rubro-negrismo”: tudo pode acontecer.

SDC15448A reação veio de um cruzamento rasteiro de Luiz Antônio aos 25 minutos e, graças a falha do goleiro Renan e do defensor, Ronaldinho ficou completamente sozinho e marcou o primeiro. Investindo na mesma jogada sempre, Léo Moura subiu pela direita três minutos depois e cruzou na cabeça de Thiago Neves. O 3×2 surpreendeu quem assistia, mas ainda faltava muito tempo.

As investidas do Santos e do Flamengo deixaram os torcedores cada vez mais ansiosos pelo próximo acontecimento e ele veio aos 40 minutos. Willians empurrou Neymar dentro da área e o juiz assinalou pênalti. Mesmo depois de perder uma cobrança horrorosa na Copa América daquele ano, Elano pegou a bola e se preparou. O jogador chutou tão fraco que Felipe não precisou nem se mover e o goleiro ainda fez embaixadinhas para fazer graça.

O Santos pagou o preço do erro quatro minutos depois. Ronaldinho cobrou um escanteio fechado e Deivid só desviou, marcando o gol do empate, da esperança, dos gritos e de tudo que qualquer um possa imaginar. Naquele momento, os rubro-negros sabiam que o Flamengo conseguiria aquela vitória. A confiança e a euforia dispararam e seria difícil tirar os olhos da bola no segundo tempo.

O quarto gol do Santos saiu logo no início da segunda etapa. Assim como no primeiro tempo, o time da casa não deixou nem o Flamengo respirar e Neymar marcou outro golaço depois de passar por todo mundo. As diversas chances boas perdidas só aqueceram o terreno para o que estava vindo. Aos 21 minutos, Ronaldinho sofreu falta na entrada da área. A barreira se arrumou, os torcedores começaram a rezar e ele sabia exatamente o que fazer. Cobrança genial, jogador genial e empate genial.

A partida ficou mais aberta do que nunca e qualquer um podia marcar. O 4×4 mostrava que era impossível prever qualquer coisa naquele dia. Ronaldinho disse no final do primeiro tempo: “Flamengo é assim, é na raça”. E foi. Aos 35 minutos Thiago Neves fez tudo certo e encontrou o nosso camisa 10. O gol da virada, da esperança e de tudo que é ser rubro-negro estava ali, bem diante de nossos olhos.

As mais de 12 mil pessoas presentes naquele estádio não sabiam, quando a bola rolou às 22 horas daquela quarta-feira, que estariam prestes a presenciar o inexplicável. Quem assistiu àquele jogo tentou, por muito tempo, entender o que exatamente havia acontecido. O épico, mítico e inesquecível 4×5 na Vila Belmiro.

 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 X 5 FLAMENGO
201107272359075836_ampliadaLocal: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP).
Data: 27 de julho de 2011 (quarta-feira).
Horário: 21h50 (horário de Brasília).
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (Asp.Fifa-GO).
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Erich Bandeira (Fifa-PE).
Público: 12.968 pagantes.
Cartões amarelos: Léo e Neymar (Santos); Welinton, Willians, Thiago Neves, Renato Abreu e Bottinelli (Flamengo).

SANTOS: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Ibson, Elano (Alan Kardec) e Ganso; Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho.


FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Ronaldo Angelim, Welinton (David Braz) e Junior Cesar; Willians, Luiz Antônio (Bottinelli), Renato Abreu e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Jean). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

VÍDEO: MELHORES MOMENTOS

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!