Select Page

Deivid: estagiário ou auxiliar técnico?


Diogo Almeida (@DidaZico)
Deivid entrega colete, e Eduardo da Silva deve iniciar o jogo como titular. (Foto: Flamengo - Gilvan de Souza)

Deivid, um estagiário  com status de auxiliar ((Foto: Site Oficial)

Com a confirmação da chegada de Jayme de Almeida nesta terça-feira ao Ninho do Urubu, muitos torcedores se pergutaram qual seria a situação específica de Deivid.

Deivid passou pelo clube entre 2010 e 2012. Foi a grande aposta de Zico, então diretor executivo de futebol do Fla, para o campeonato brasileiro daquele ano. O time, porém, não engrenou, lutando contra o rebaixamento a maior parte da competição.

Em 2011, e com muitos meses de salário atrasado, chegou a ouvir da boca do VP de Finanças Michel Levy, a famosa frase “Procura o Zico”. O clube passava por um período turbulento. E o treinador Vanderlei Luxemburgo elogiou diversas vezes a postura profissional de Deivid.

– Sou Flamengo. O clube me deve muitos meses de salário. Eu não quero colocar na justiça. Não acho que é o melhor jeito de resolver essa situação. – declarou.

Em campo se recusou a participar de brincadeiras em programas de entretenimento disfarçados de programas esportivos. Sua postura séria não o deixava cair totalmente em desgraça com a galera rubro-negra. Apesar da má fase, o folclórico gol perdido contra o Vasco – que nos tirou da final da Taça Rio de 2012 -, e o período de extrema ingerência no CRF, o ídolo do Fenerbahce honrou o nosso Manto. Não há como negar.


Em agosto do mesmo ano, sem espaço, pediu rescisão e acertou com o Coritiba. Lá foi campeão estadual de 2013. Em abril de 2014, há um ano atrás e com 34 anos, anunciou sua aposentadoria.

Meses depois foi anunciado como estagiário de Luxemburgo, que acertou com o Flamengo após a trágica passagem de Ney Franco. O Flamengo estava nas últimas posições do Brasileiro do ano passado. O time correspondeu, o trabalho ganhou moral com a torcida e Deivid pulou rapidamente do status de estagiário para o de auxiliar, principalmente entre o elenco de jogadores.

Luxa, entretanto, continuava cobrando da Direção a volta de Jayme de Almeida. Não enxerga Deivid, ainda, como seu braço direito, apesar de muito elogiá-lo. Mas a falta de experiência sob o comando principal de um time evidenciou-se no domingo passado, contra o Nova Iguaçu. Claro que ninguém no clube (e até mesmo a torcida) colocou o peso do empate para o então lanterna do fraco FFERJão nas costas de Deivid.

A chegada do vitorioso e querido Jayme fortalece a comissão técnica e responde aos apelo do técnico, que sabe agora que pode contar com um carta forte no seu naipe. Deivid e Jayme são auxiliares na prática. Mas quem tem a moral é o Professor Jayme. Deivid tem muito o que aprender.

Em tempo: Deivid e Jayme de Almeida deverão ir a campo com Vanderlei. Nada impede a presença dos dois ao lado do técnico.

About The Author

ANÚNCIO

PRINCIPAIS POSTS

ANÚNCIO

TV MRN

Loading...

Assine nossa Newsletter

ANÚNCIO

Ajude o Mengão!

Banner_300X300

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto: