Fabiano de Morais | Twitter @BobdeMorais


 

mrn infNos últimos dias, os garotos da base do Flamengo estiveram envolvidos em jogos importantes, no sub 17 (Taça BH) e no sub 20 (Brasileiro), obtendo bons resultados, mostrando a evolução de um departamento que vinha sofrendo há muitos anos com resultados poucos expressivos e uma perspectiva nada animadora quanto ao aproveitamento desses garotos na equipe profissional.

Pois bem, parece que aos poucos, com o gradual aumento de investimento e com a obtenção do Certificado de Clube Formador esse cenário vem mudando e já se pode perceber um aumento significativo na qualidade da formação dos atletas.

Hoje, o clube dispõe de uma rede de olheiros espalhados por todo país, facilitando o mapeamento e a prospecção de novos valores, sem contar com as melhorias na logística no CT.

Ainda estamos longe em termos de estrutura de equipes como Inter, Grêmio, SP, Cruzeiro, Atlético Mineiro e Paranaense, porém estamos avançando e acredito que com a construção de um Centro de Treinamento, possamos competir em igualdade de condições com esse clubes.


Promissor Patrick é uma jóia da nossa base | Foto Divulgação

Promissor Patrick é uma jóia da nossa base | Foto Divulgação

Muitos jogadores vêm se destacando em várias categorias, alguns chamam mais atenção, como é o caso do meia Patrick, do time sub 17, jogador tecnicamente muito acima da média, mas que ainda precisa crescer fisicamente. O volante Hugo da mesma categoria, bom marcador, com bom passe, assim com Klebinho, lateral direito titular da seleção 17, muito veloz e com boa técnica, e que também atua como ala.

Dessa geração, o jogador que mais me chama atenção é o zagueiro Thuler. Sobrou na Taça BH, líder da equipe, alto, forte e com boa qualidade técnica, reúne todos os atributos para ser um ótimo zagueiro e quem sabe marcar época no clube.

No sub 20, infelizmente, não temos uma geração tão promissora. Ainda assim, há jogadores com potencial como Jajá, volante que foi recentemente incorporado aos profissionais, vice-campeão mundial sub 20, com passe refinado e um ótimo chute de fora da área, ainda precisando evoluir na marcação, Jorge, lateral esquerdo titular da equipe profissional e considerado o melhor da sua posição no mundial, além do meia Matheus Sávio, que apesar de ter retornado aos juniores fez bons jogos pelos profissionais, inclusive marcando gols.

 

B-VUpWCIEAA8sdr

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER