Banner Fla em foco v3

Temporada finalizada é hora de fazer um balanço do plantel levando em consideração o desempenho na temporada, a comparação histórica e os fatores que possam ter influenciado no desempenho de cada um sejam estes extracampo ou de situações de dentro de campo.



Goleiros

Paulo Victor – Não é um goleiro espetacular, tão pouco está entre os piores da série A do Brasileiro, porém teve um ano ruim. Todo goleiro que tem uma zaga aberta a sua frente sofre e esse ano o sistema defensivo do Flamengo se saiu muito mal, não à toa teve a 3ª defesa mais vazada. Talvez seja o momento de emprestá-lo para que ganhe mais rodagem em algum time com menos pressão e se estabilize.

César – Precisa jogar mais e o Carioca será ótimo pra isso. O ideal seria ter um goleiro mais experiente e cascudo pra passar as manhas pra ele e ainda acho que não haveria melhor nome que Júlio César, seria uma tentativa para a janela de meio de ano.

Daniel – Nunca senti muita confiança nele nos jogos do sub-20, mas pode ser útil como reserva no Carioca. Vale renovar e emprestar depois do estadual.

Thiago – Gosto de suas atuações desde o juvenil, pegador de pênalti, consistente no mano a mano, precisa melhorar as saídas pelo alto, mas acho que tem futuro. Ainda tem um tempo de juniores e pode ser 3° goleiro do profissional se necessário.

Zagueiros

Wallace – Seu desempenho oscila, pois é um zagueiro mediano que precisa de trabalho intenso e boa proteção à sua frente e seu desempenho cai muito quando atua pelo lado esquerdo. Pelo modo sério e dedicado, além da falta de boas opções no mercado, acredito que possa continuar e até ser titular, desde que tenha um companheiro mais qualificado.

César Martins – Apesar de ter tido algumas boas atuações, foi mal na maior parte dos jogos, cometendo alguns erros de passe e posicionamento que geraram situações de perigo ou gol para o adversário. Seu contrato termina no meio do próximo ano, assim acho que poderia ser útil no time do estadual e não deveriam renovar o empréstimo.

Samir – Apesar de cometer alguns erros é o melhor zagueiro do plantel hoje. Gostaria que permanecesse, poderia crescer muito com um grande zagueiro ao lado, ainda mais com um bom trabalho físico e de prevenção de lesões, mas infelizmente deve ser vendido e as cifras mencionadas até agora são baixas.

Marcelo – Não fez uma boa temporada em 2014 e menos ainda em 2015. Zagueiro atrapalhado/estabanado, é um pouco melhor que os outros pelo alto, mas ruim com a bola nos pés. O contrato está terminando e não acho que deva ser renovado.

Laterais

Pará – É um lateral tecnicamente ruim, principalmente no apoio. Apesar de ajudar na defesa, não justifica ser titular e, inclusive pelos problemas extracampo, não acho válido mantê-lo. Outro “agravante” é que já não é novo e para ser reserva nessa posição seria mais vantagem um jovem como Madson do Vasco.

Jorge – Eu já falava dele no juvenil, muito talentoso e com muito a evoluir não tendo nem 20 anos. Apoia bem e foi um dos melhores defensores do elenco esse ano, poderia ter rendido mais se houvesse bons parceiros na meia ou ponta esquerda. Acredito que estará nas olimpíadas e vai se valorizar muito na competição, apesar de esperar que não saia tão cedo do Flamengo.

Ayrton – É um bom batedor de faltas, apoia bem e poderia ser opção na reserva se jogassem num 3-5-2, mas como dificilmente o esquema será usado é melhor não renovar.

Armero – Sua constante permanência no DM e falta de resposta em campo dispensa avaliação. Não deve renovar.

Volantes

Márcio Araújo – Tecnicamente é um jogador muito limitado. Ofensivamente tem velocidade, mas não tem bom passe quando precisa se arriscar, a maioria de seus toques é pro lado e pra trás naquela faixa de campo em que o Flamengo adora cozinhar o jogo. Defensivamente não sabe se posicionar tão bem, acaba acompanhando na velocidade e por isso cerca mais que desarma, inclusive tem números piores que Jorge e Canteros.

Canteros – Tecnicamente o melhor volante disparado do Flamengo, em 2014 jogou muito quando chegou no meio do ano e foi o melhor do time. Esse ano com um péssimo trabalho físico e com uma bagunça tática em campo acabou sendo prejudicado, apesar de ter visão de jogo seus companheiros raramente colaboram se posicionando bem em campo. É um dos líderes de assistência do time, fez alguns gols e seus números – mesmo num ano atipicamente ruim – reiteram que é bom jogador e merece ficar no próximo ano.

Jonas – É um volante de potencial, o que melhor protege a zaga, mas ficou marcado pela arbitragem, precisa de sequência para desenvolver um bom futebol e, se tivesse um volante top para lhe orientar, poderia ser ainda melhor. Marcelo Díaz poderia ser esse nome, está no mercado.

Luiz Antônio – Teve poucas chances e quando entrou foi bem, acrescentou dinâmica ao meio, se sobressaiu por subir em velocidade e arriscar chutes de meia e longa distância. Andou fazendo belos gols e melhorando sua habilidade na bola parada. Pra mim merecia muito mais chances no time, talvez até uma efetivação como lateral direito. Se for vendido como noticiam, que seja por um bom valor já que tem potencial.

Meias

Éverton – Tem muita velocidade, força e uma habilidade de drible razoável, porém além de cruzar mal demora demais a tomar decisões, as quais geralmente são ruins, em espaços óbvios, sem conseguir qualquer passe mais complexo e ainda finaliza mal. Poderia ser um bom reserva para algumas situações específicas de jogo, mas seu comportamento fora de campo acaba pesando contra sua permanência. Espero que Luxemburgo de fato o leve e por uma bela quantia.

Alan Patrick – Tem técnica, porém é extremamente passivo, não assume a responsabilidade nos momentos difíceis, muitas vezes se esconde, a maioria dos passes certos não é para frente, além disso a displicência além de ser irritante tem cedido inúmeros perigosos ataques para os adversários. Poderia ser um reserva útil se não fosse o mal comportamento fora de campo, cujos maus hábitos o levaram a não se firmar em time algum.

Almir – Tecnicamente fraco, já tem idade avançada, fez jogos muito ruins pelo Flamengo e tem uma carreira nômade. Não vale a pena renovar nem pelo estadual.

Jajá – Tem potencial técnico, mas é um jogador passivo, que costuma sumir diante de pressão. Vi muitos jogos dele no sub-20 e sempre o achei “pipoqueiro”, algo que não combina com Flamengo. Por mim seria titular no time do estadual e depois o Flamengo o emprestaria ou até venderia em caso de boa proposta. Vale destacar também que seu potencial ofensivo é bom, mas defensivamente é fraco, se posiciona mal e é precipitado o que gera faltas bobas e por vezes muito duras.

Ederson – Tem inegável qualidade técnica, quando jogou mostrou que conduz bem a bola e pode ser ótima opção para meia esquerda ou ponta, além disso finaliza bem, tem experiência e não pareceu sentir pressão, além de ter mostrado raça. Seu problema é o vasto histórico de lesões e o longo tempo que leva no DM para se recuperar (inclusive nas lesões anteriores a sua vinda para o Flamengo), o que me lembra um pouco o Renato Augusto que demorou quase duas temporadas para se firmar, portanto o jeito é ter paciência com ele.

Atacantes

Marcelo Cirino – Tem técnica, força e velocidade, poderia estar brigando por vaga na seleção se quisesse, mas não tem cabeça. Desde quando estava no Atlético-PR havia relatos de problemas por mal comportamento fora de campo, jogador baladeiro que encontrou companheiros de farra no Flamengo. Pelo potencial que tem mereceria uma chance, mas pela dor de cabeça fora de campo poderia ser usado como moeda de troca por um jogador de alto nível de outro time. Aliás, gostei dos rumores sobre uma possível troca pelo Ganso.

Paulinho – Tem velocidade e alguma habilidade de drible, mas é incapaz de tomar uma decisão inteligente, erra qualquer passe que não seja simples, chuta pra onde o nariz aponta, inclusive tem o pior percentual de finalizações certas. Para completar teve um grande período de lesões que nunca curavam, mas sempre foi visto na noite, para piorar esse ano passou a se comportar de modo altamente displicente em campo, sem qualquer compromisso seja ofensivo ou defensivo, ainda colecionando casos bizarros como o do dia em que apareceu nu na sala de musculação e ficou dançando. Eu fui contra sua contratação, contra a renovação e continuo o querendo bem longe do Flamengo.

Emerson – A idade está pesando cada vez mais forte, o corpo não acompanha a mente. Além disto, volta e mexe toma um amarelo por motivo idiota e adora uma suspensão longa, esse ano só tomou 1 cartão amarelo a menos que Wallace, que é zagueiro. Poderia até ser bom reserva, mas é o tipo de jogador que não aceita bem reserva e ainda é caro, por mim não renovaria.

Guerrero – É um dos melhores centroavantes do país e vimos o quão impressionante pode ser em sua atuação pela seleção peruana na Copa América. Entretanto, o início avassalador esteve na conta do preparo físico que veio do Corinthians e da seleção, no Flamengo não teve preparação adequada e taticamente o time estava desorganizado demais para lhe servir (havia sempre um imenso buraco que o deixava isolado e os cruzamentos do time são um lixo). O Flamengo precisa oferecer trabalho físico e estrutura para que ele renda, caso parecido com o de Canteros.

Kayke – Veio para cobrir um buraco com as constantes convocações de Guerrero, que em 2016 merece uma sombra mais forte. Por mim não renova até por que para o estadual temos Baggio e Nixon.

Gabriel – É bom tecnicamente, mas até por não ter feito trabalho de base precisa de atenção física especial. Não pode um jogador de futebol ter físico de maratonista etíope! Com a chegada da Exos espero que finalmente consigam dar a ele a força necessária para que seu bom futebol desabroche, assim será uma boa opção na reserva para entrar quando o time precisar de rápidos contra-ataques.

Nixon – Precisou fazer uma cirurgia no início do ano e houve uma complicação que o impediu de jogar em 2015, mas tudo indica que estará disponível para jogar o estadual.

O diagnóstico geral indica que o Flamengo tem sim uma boa base ao contrário do que os torcedores acreditam após uma temporada abaixo de qualquer crítica. A infraestrutura precária junto a um trabalho péssimo da comissão técnica seja na preparação física, recuperação de jogadores, passando por treinadores horríveis somado a falta de comando no futebol criou um cenário em que fez florescer o lado baladeiro e descompromissado dos maus profissionais e murchou o desempenho de quem poderia fazer a diferença.

O contrato com a Exos me anima quanto a preparação física e reabilitação de jogadores, não gosto do trabalho do Muricy e não sei se dará certo, mas o potencial destrutivo em caso de falha é muito menor do que o mal deixado por Luxemburgo, Cristóvão e Oswaldo. Acredito que as posições críticas que mereçam alto investimento são (apenas um jogador para cada) zagueiro, volante, armador e um ponta, mas se sobrar algum para um goleiro top também cairia bem.


Saudações Rubro-Negras

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!