QUEBRA_PAG


Por: Hesley Menezes | Twitter @_hesleymenezes


Time do Figueirense jogou sério e mereceu a vitória

Paulo Victor: Primeiro tempo horroroso do goleiro do Flamengo. Muito inseguro, falhou em lances fáceis. No gol de Clayton, a bola era defensável. Tanto no segundo, como no terceiro gol, não teve culpa. No final, mais uma saída bizarra do gol e quase o quarto gol do Figueirense. NOTA 4.

Pará: Não comprometeu no seu retorno ao time titular. O Figueirense pouco atacava pelo seu lado do campo. Teve o azar de rebater a bola que ia pra fora, e em seguida sair o 3° gol alvinegro. Pouco apoiou ofensivamente. NOTA 5.

Cesar Martins: Ganhou a posição de titular e está cada vez mais seguro. Jogando com firmeza, perde poucas divididas. Pelo alto, não perdeu nenhuma. Levou certo perigo no jogo aéreo quando foi a área adversária. NOTA 6,5.

Samir: O 1° gol do figueirense saiu pelo seu lado, quando deu o bote errado e o atacante alvinegro entrou livre na área pra finalizar. No segundo tempo, depois do placar quase irreversível, se mandou ao ataque e até foi perigoso ao criar boa chance na linha de fundo, cruzando pra trás. NOTA 5,5.

Everton: Jogou improvisado na lateral esquerda e não comprometeu com a bola nos pés. Foi com as mãos que o camisa 22 errou e deu o primeiro gol para o time adversário ao cobrar lateral rápido sem necessidade. Quase empatou o jogo com um chute forte de fora da área. NOTA 5,5.


Márcio Araújo: O pior do time, incrivelmente, joga todos os 90 minutos de jogo mais os acréscimos. Em lambança coletiva, o camisa 8 do Fla entregou o 1° gol para o Figueirense ao não dominar bola fácil e tocar na fogueira para o companheiro. Com o placar desfavorável, e o time do Flamengo inteiro em cima do adversário, Márcio Araújo foi um a menos em campo. NOTA 3,5.

Canteros: Também participou da lambança coletiva na entrega do 1° gol. Foi ele quem escorregou e tocou a bola para o jogador rival tabelar e sair na cara do gol. Mas o argentino ainda fez boas jogadas na linha de fundo. Em uma, no segundo tempo, deu passe na cabeça de Kayke para se redimir e empatar o jogo, mas o atacante acabou mandando pra fora. NOTA 4.

Alan Patrick: A bola pouco passou por ele no primeiro tempo, e o time não criou nada. Já na etapa final, ele participou mais do jogo, e as jogadas pelo meio foram fluindo mais. Ele ainda arriscou um chute de fora da área que passou perto da meta defendida por Muralha. Distribuiu bem o jogo, tanto pelo meio, como pelos flancos do campo. NOTA 6.  

Paulinho: O narrador da partida talvez nem tenha citado seu nome durante o jogo. Apagado no jogo, o camisa 26 do Fla foi um a menos em campo. Pouco ajudou na defesa, e no seu setor de ataque pouco participou do jogo. NOTA 4.

Emerson Sheik: Acho que já ficou bem nítido: Sheik prefere muito mais dar uma caneta no meio de campo do que fazer gol. Hoje ele não cansou de tentar. E quando conseguiu, ainda deixou a mão pra atingir o adversário, cometendo a falta. Foi justamente substituído. NOTA 4.

Kayke: Se movimentou, saiu da área, tentou fazer tabelas, mas nada disso deu certo. Teve a chance de empatar a partida, quando subiu sozinho, livre pra cabecear a menos de 1 metro do gol. Podia ser a reação. O atacante, porém, mandou pra fora. Logo em seguida, veio o segundo gol do Figueirense. NOTA 4,5.

Almir: O que ele faz em campo, qualquer um pode fazer. Dominar e tocar de lado sempre que entra é muito fácil. Além de estar em uma situação física bizarra, o que apresenta em campo, é pífio. NOTA 3,5.

Gabriel: Entrou para tentar alguma coisa, ter algum lampejo. Jogou os poucos minutos que teve pelo esquerdo, mas não fez muita coisa. NOTA 4,5.

Matheus Sávio: Entrou já no finzinho e quase não tocou na bola. SEM NOTA.

Oswaldo de Oliveira: O pior do jogo hoje. Viu o time perdendo e não mexeu na equipe. Depois do 2×0, fez duas mudanças, mas foi 6 por meia dúzia. Trocou atacante por atacante, deixando os dois volantes em campo. NOTA 3.

 

Comente no twitter @MRN_CRF ou na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui).
Sua opinião faz toda diferença!


Hesley Menezes faz parte da equipe MRN Informação.

 

 

LEIA AS ÚLTIMAS DO MUNDO RUBRO NEGRO

Concurso Cultural inaugura temporada de comemorações pelos 120 anos do Mengão no MRN

Figueirense 3 x 0 Flamengo: A verdade é que faltou tudo

Ídolo da torcida, Meyinsse diz que jogo contra o Orlando Magic “vai ser guerra”

Estadual 2016: O Retorno dos Absurdos

Cobrança necessária: O Flamengo precisa resgatar sua tradição disciplinadora

Ontem parecia loucura o que se via

O peso do mando de campo nos últimos anos

Um jogo, dois Flamengos