No ataque, Sheik perde boas chances, e Guerrero marca pela primeira vez no Maracanã. No meio, Canteros e Márcio Araújo se destacam por bons desarmes.

 

QUEBRA_PAG

 


Hesley Menezes | Twitter: @_hesleymenezes


 

César: 7 – Quando foi exigido em bolas perigosas deu conta do recado. Está mais confiante.



Ayrton: 7,5 – Fez o que dele se espera. Ayrton já rodou o Brasil e foi destaque em todos os times que passou exclusivamente pela bola parada. Sofreu a falta e cobrou com muito veneno na pequena área pra Marcelo cabecear. Grohe ainda fez um milagre mas a bola procurou o pé do Guerrero e dali ele não perdoa. Na defesa, um pouco falho na marcação pelo seu setor. O Grêmio atacava por ali, principalmente no 2° tempo, depois da entrada de Fernandinho.

Marcelo: 6,5 – Marcelo gosta de dar emoção à partida, porém não brinca em serviço e afasta o perigo da zaga pra qualquer lado sempre que a bola está rondando a área do Flamengo.

Wallace: 5,5 – Por que Wallace não vira volante logo de uma vez? Ele passa mais tempo no meio campo do que no lugar de onde nem deveria sair. Sai pra dar bote no meio campo o tempo todo, e deixa espaços na defesa sempre. E não é só indo dar bote no meio que ele abre buracos na defesa. Ele também gosta de ir marcar jogador que já está sendo marcado por algum companheiro, principalmente na lateral. Cristóvão precisa se alertar pra isso. No ataque, cabeceou bola no travessão e quase marcou o 2° do Fla.

Jorge: 8 – Mais uma belíssima partida do garoto Jorge. Muita personalidade e categoria pra partir pra cima do adversário no ataque, e muita esperteza na defesa pra roubar e desarmar. Quase faz um golaço no 1° tempo, quando recebeu de Everton na entrada da área, deixando Geromel no chão e chutando em cima do Galhardo. Já é o dono da lateral-esquerda do Flamengo.

Márcio Araújo: 7,5 – Partida muito boa do camisa 8 do Mengão. Com a responsabilidade de substituir Cáceres e Jonas (ambos lesionados) na função de 1° volante, deu conta do recado. Colou em Giuliano, e o – também camisa 8 – do Grêmio pouco participou do jogo: anulou o melhor jogador do tricolor gaúcho, não deixando o jogo dos gremistas fluir.

Canteros: 8 – Melhor jogo do argentino pelo Flamengo no ano. Atuou como 2° volante e seu desempenho subiu muito. Desarmou, roubou bolas, e distribuiu o jogo muito bem. Esbanjou categoria em dois lances: no primeiro, deu lindíssimo passe de letra para a penetração de Ayrton na lateral. No segundo, roubou a bola no meio campo e, com um chapéu, deixou dois jogadores pra trás. Também demonstrou muita raça no segundo tempo. Em um lance que a bola cruzou a área inteira do Flamengo e ele escorregou, não conseguindo afastar o perigo, a redonda chegou aos pés de Fernandinho. O atacante gremista dominou, engatilhou pra chutar… e foi nesse instante que o argentino, sem medo algum, se jogou de cabeça na bola pra evitar que ela chegasse com perigo no gol de César. A finalização foi pra fora, mas se a bola tivesse ido em direção ao gol, com certeza ela pararia no meio do caminho depois do pulo suicida do Canteros. Ato de muita coragem e entrega do argentino.

Everton: 8,5 – Ótima partida do camisa 22 da Gávea. Lembrou sua ótima fase de 2014, quando era a principal arma do Flamengo. Como coadjuvante pode render ainda mais. Sempre pela esquerda, criou ótimas chances fazendo ultrapassagens. Na primeira chegada com perigo, obrigou Grohe a fazer difícil defesa. Na segunda chegada à linha de fundo, tocou pra trás pra Arthur Maia dividir com Maicon, e a bola passou com perigo sobre a meta. O goleiro gremista ainda fez outra linda defesa em chute frontal de Everton dentro da área.

Cirino: 5 – Atuou somente os primeiros 45 minutos, e pouco fez no jogo. Se escondeu e pediu pra sair com problemas estomacais já no vestiário.

Sheik: 7,5 – Deu trabalho à defesa do Grêmio do primeiro ao último minuto. É um jogador inteligente, mas que às vezes peca pelo individualismo. Em duas bobeiras da zaga gremista, Sheik teve duas chances claras de gol. No primeiro vacilo, conseguiu se antecipar ao goleiro, pra ficar com o gol livre e marcar o 2° do Fla, mas chutou fraco, e deu tempo de Rhodolfo se recuperar e tirar a bola quase em cima da linha. No segundo lance, Rhodolfo falhou de novo e deu a bola nos pés de Emerson já cara a cara com Grohe. Ele errou no domínio, e perdeu mais uma chance de ampliar o placar. E deixar o jogo mais fácil.

Guerrero: 9 – Acabou o caô. O Guerrero chegou. O Guerrero chegou. A torcida deu o papo, e tá todo mundo vendo: o Guerrero chegou! E chegou fazendo mais do que se espera dele. Já são 3 gols em 3 jogos. Os números são impressionantes. Ele faz o time do Flamengo ser totalmente diferente. Era a estreia dele no Maracanã, contra um time bem organizado, que está no G4. Tarefa difícil, já que os últimos jogos contra times de ponta no Maraca acabaram em tragédia. Mas o cara é matador e, mais uma vez – pela terceira vez consecutiva – deixou sua marca e garantiu a vitória do Mengão. O gol foi de um centroavante nato. Daqueles que sentem o gol, que sabem onde a bola vai chegar. O Marcelo cabeceou, Marcelo Grohe fez milagre, mas na hora de tirar a bola do bate-rebate, o goleiro tricolor socou a bola com pouca força, e ela procurou o pé esquerdo do peruano. Ele estava há menos de 1m do gol, e dali ele não perde né? Acabou o caô, rapá!

Arthur Maia: 5 – Entrou no lugar do Cirino no segundo tempo, e fez perfeitamente o que o técnico pediu: ”faz o mesmo que o Cirino fez no primeiro tempo”. Ou seja, nada. Pelo menos é um jogador obediente.

Gabriel: (sem nota) – Não jogou tempo suficiente pra ser avaliado.


Cristóvão Borges: 6 – Escalou bem. Esqueceu os 3 volantes dos últimos jogos, e entrou com o quarteto ofensivo. O resultado do treino fechado na sexta-feira pode ter dado certo. A recomposição do time estava mais rápida. Longe do ideal ainda, mas muito melhor que a dos últimos jogos. Porém mexeu errado ao colocar Gabriel em campo no lugar de Everton. O Grêmio já jogava em cima do Flamengo quando Everton pediu pra sair. Tinha que povoar o meio, e a melhor opção talvez fosse o Luiz Antônio. Morreu de novo com uma substituição.

20150718211522_961

Em sua estreia no Maracanã, Guerrero marca seu 3° gol pelo Flamengo. | Foto Gilvan de Souza/Flamengo

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!