QUEBRA_PAG


Por: Hesley Menezes (@_hesleymenezes)      Raony Furtado (@UrubuMatuto)

20150918001605_495

Oswaldo mexeu muito mal, e não conseguiu fazer com que a equipe furasse o bloqueio do Coritiba (Foto: Flamengo Oficial/Gilvan de Souza)

Paulo Victor: Foi seguro quando pôde, mas vacilou ao esperar pelo juiz no segundo gol do Coritiba. NOTA 5,5.

Pará: Não teve a intenção de tocar com a mão na bola e foi vítima da interpretação do toque dentro da área. Buscou o ataque e sempre estava buscando cumprir sua obrigação na defesa. Segue com boas atuações e dedicação máxima. NOTA 5.

Samir: Deixou o atacante do Coritiba em condições no segundo gol. Fez antecipações e conseguiu boa finalização em cobrança de escanteio. NOTA 6.

César Martins: Começou nervoso, mas depois entrou no jogo junto com o restante do time. Cometeu erros bobos no início e o Coritiba soube aproveitar. NOTA 4.

Jorge: Atuação limitada do jovem lateral. Assim como o restante do time, não comprometeu na defesa, mas foi tímido no ataque. NOTA 5.


Márcio Araújo: Sempre incansável, não jogou tudo que mostrou nas últimas partidas. NOTA 4.

Canteros: Foi o mais lúcido do primeiro tempo, tentou organizar as jogadas com calma, sem a pressão da torcida. Voltou mal do intervalo. NOTA 4.

Alan Patrick: Não brilhou como nos últimos jogos, mas teve bons lampejos na faixa central do campo e sem ou algumas boas jogadas. NOTA 5.

Everton: Partida ruim do camisa 22 do Fla. Pouco produziu pelo seu espaço no campo. Deu poucas opções pra triangulações, ou infiltrações na linha de fundo. NOTA 3.

Paulinho: Na melhor chance que teve no primeiro tempo, isolou. Tentou jogadas individuais em faixas perigosas do campo e perdeu muitas vezes a bola. NOTA 3.

Kayke: Fez sua pior partida vestindo a camisa do Flamengo. Dificilmente jogará tão mal assim outra vez. Errou tudo que tentou. Péssimo no jogo todo. NOTA 2.

Ederson: Não jogou bem. Tentou, tentou, tentou… nada fez. Vale de boa avaliação sua disposição na partida. NOTA 5.

Cirino:Jogou poucos minutos. Não pôde fazer muita coisa no jogo. O Coritiba jogava fechado, e o jogo não era pra velocidade, sua principal característica. NOTA 5.

Almir: Entrou pra tocar a bola pro lado. Arriscou um chute de fora sem perigo. NOTA 1.

Oswaldo de Oliveira: Perdeu pela primeira vez no comando do Flamengo. E pra um time do Z4, com 70 mil rubro-negros no estádio. A tese do “jogo a jogo” parece não ter surtido efeito nos seus jogadores. O time entrou desconcentrado na defesa, coisa que não aconteceu nos últimos jogos. NOTA 3.

 

LEIA TODA A NOSSA COBERTURA PARA FLAMENGO X CORITIBA

O jogo mais importante dos últimos tempos na última semana

Embaixada lança aplicativo e promove ações para receber Flamengo em Brasília

Marielson Alves: Terceira partida no Brasileiro

Recorde!

Ederson + 10?

Caminho árduo para voos mais distantes em 2016

O Flamengo de Oswaldo – Análise tática e estatística

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER