QUEBRA_PAG

PAULO VICTOR: Time reserva. Goleiro titular! Fez defesas importantes no jogo e saiu do gol com qualidade em lances de bola aérea. Pela falta de entrosamento com quase todos os jogadores da defesa, hesitou em sair jogando com os pés como tem feito esse ano. NOTA 7

PARÁ: A falta de sequência pesou em alguns lances em que sua principal característica, a velocidade, faz a diferença. Mesmo assim fez uma boa partida em ambos os setores da lateral direita. Não tem qualidade para fazer sombra ao Rodinei, porém mostrou ser um bom reserva. Fez um ótimo cruzamento para Vizeu marcar. NOTA 6,5

CÉSAR MARTINS: Aumentou a dor de cabeça do técnico Muricy Ramalho. Embora o adversário não oferecesse grandes dificuldades à defesa do Fla, o zagueiro se manteve num nível forte e com a mesma seriedade de sua última partida. Mostrando que está cada vez mais confiante, o camisa 3 foi até abusado em alguns momentos, mas sempre com segurança e firmeza. NOTA 7,5

JUAN: Usou sua experiência para fechar aquele setor da defesa do Mais Querido. Sofreu com algumas subidas do ataque da Cabofriense em velocidade, mas deu conta do recado. Precisa parar de insistir em lançamentos, mesmo quando dão certo, tira do time a chance de se utilizar de sua principal característica que é a troca de passes e inversões por baixo. Descansado, vem para nova sequência de jogos. NOTA 7

CHIQUINHO: Parte razoável. Demonstrou segurança e confiança em vários lances no ataque e também na defesa. Tentou dar ritmo maior que o titular da posição, porém sua qualidade técnica não o ajudou. NOTA 6


MÁRCIO ARAÚJO: Quando não tenta ser incisivo, não compromete. Hoje até criou chance clara de gol e Mancuello não converteu. No segundo tempo, errou alguns lançamentos e bolas relativamente fáceis de passar. Defensivamente fez roubadas de bola e deu combates firmes. NOTA 6

CANTEROS: Partida ruim do argentino. Pouca movimentação, errou passes importantes, pouco ajudou à frente dos zagueiros. Atuando assim, não parece que vai incomodar o titular Arão. NOTA 5 

MANCUELLO: A medida que sua condição física melhora, ele vai apresentando um futebol melhor. Sua doação máxima em campo e qualidade técnica mostram a cada partida que é peça de grande importância do Mengão. Já se mostrou perigoso nas bolas paradas, mas aparenta uma certa ansiedade em marcar seu primeiro gol. NOTA 7

EVERTON: Quando acelera sua passada raciocina pouco e quase sempre erra as jogadas. Tem movimentação excelente, só que se complica em lances que podem levar perigo ao adversário. Hoje teve a chance de fazer um golaço e sofreu pênalti não marcado. NOTA 6

GABRIEL: Tem velocidade, dribla razoavelmente bem, se dedica de forma exemplar, mas lhe falta qualidade técnica. Hoje fez uma partida até acima de sua média, mesmo assim não convence. NOTA 5,5 

vizeu gol

Na estreia entre os titulares, Vizeu marca seu primeiro gol jogando como profissional. FOTO: Gilvan de Souza | Flamengo

VIZEU: Estreia em grande estilo. Pela primeira vez entre os titulares no time profissional, o jovem atacante deixou sua marca logo aos nove minutos do primeiro tempo. Em seguida, o time caiu de rendimento e ele sumiu um pouco do jogo. Quando o time chegava ao ataque e a bola pintava na área ele sempre estava em condições e até finalizou com perigo em outros momentos. No segundo tempo, quando a equipe voltou a crescer no partida, novamente levou perigo ao gol da Cabofriense. NOTA 7,5

CIRINO: Não parecia muito solto e acabou não entrando tão bem quanto nas últimas atuações pelo Fla. Participou de algumas jogadas pela direita, sempre tabelando com o lateral e com Arão, mas sem a intensidade comum ao atacante. NOTA 6 

ARÃO: Muda o panorama do jogo. Em sintonia fina com o elenco, o volante dá vida nova ao time sempre que está em campo. Saindo do banco para substituir o apagado Canteros, mostrou que é o dono da vaga naquela posição. NOTA 7