O Flamengo perdeu para o Vasco neste domingo por 2x0 e está eliminado do Campeonato Carioca. Apesar da Nação ter feito a sua parte (mais de 44 mil torcedores presentes), o Mais Querido não conseguiu aproveitar as chances de gol e acabou vendo o rival ser mais eficiente, mesmo com um elenco muito mais limitado e um investimento menor. Após a partida, o técnico Muricy Ramalho tentou explicar o que aconteceu nesta tarde que marcou o nono jogo do Fla sem vitória sobre o Vasco – a última foi no dia 22 de março de 2015, por 2x1.

O treinador rubro-negro elogiou a equipe cruz-maltina, destacou que o Mengão conseguiu criar, mas que isso não foi o suficiente para marcar: ” A diferença foi que as chances que tivemos não fizemos, e o Vasco aproveitou. O segundo tempo também começou com a gente bem. Depois do segundo gol, a superioridade do Vasco foi incontestável. Nós criamos oportunidades, e o Vasco, claro, foi muito melhor depois dos 2 a 0″. Além disso, falou sobre a eficiência do ataque pelo lado direito do Flamengo, mas novamente frisou que a equipe não conseguiu aproveitar as chances de gol: ” Mostramos força pelos lados, principalmente o direito. Mas a bola passou demais na área sem a conclusão. Essa foi a diferença. É você quem faz o jogo, e o Vasco fez.”

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

” A diferença foi que as chances que tivemos não fizemos, e o Vasco aproveitou. O segundo tempo também começou com a gente bem. Depois do segundo gol, a superioridade do Vasco foi incontestável. Nós criamos oportunidades, e o Vasco, claro, foi muito melhor depois dos 2 a 0″

Muricy Ramalho

Técnico Flamengo


Ao ser perguntado sobre o Brasileirão e a necessidade de mais jogadores no elenco, Muricy enalteceu a dificuldade da competição e assumiu que a zaga do Fla, setor mais criticado do time, precisa de reforços: “O nível é muito mais alto e temos que melhorar muito. Vamos fazer uma análise e ver o que precisamos. Nosso setor de defesa tem pouca gente e está difícil encontrar, mas nos outros setores estamos bem servidos.”

Sobre as duas eliminações em menos de dois meses ( Campeonato Carioca e Primeira Liga para Vasco e Atlético-PR, respectivamente), o técnico deixou de lado o imediatismo, afirmou que confia no trabalho e lamentou a ausência do Maracanã: ” A gente não fica feliz, mas é um novo trabalho, um novo time. Demora um pouco a encaixar. O trabalho está sendo bem feito. Nossa insatisfação é não termos o Maracanã até quase o fim do ano. Essa é a diferença.”

O Flamengo estreia no Campeonato Brasileiro contra o Sport, provavelmente em Volta Redonda. A data ainda não foi definida, mas é certeza que o elenco terá muito tempo para trabalhar e corrigir os erros. Na Copa do Brasil, o Mais Querido enfrenta o vencedor de Imperatriz-MA x Fortaleza, que decidem a vaga na próxima quarta-feira.