pernambuco


Marco Quintanilha | Twitter @quintanilha666

 

Creio que Recife deva ser, senão a mais, uma das cidades mais problemáticas para torcer pelo Flamengo, devido ao bairrismo excessivo do povo pernambucano (o que considero até uma virtude)… E também existe aquela velha questão de 87 que não vale nem a pena entrar em detalhes.



Porém, durante o ano todo, pelo fato de não haver muito assunto a nível nacional para os torcedores do Sport, este campeonato é lembrado constantemente e, sempre com muita bronca: principalmente pelo fato de estarmos indiferentes, pois achamos que o campeão de fato e direito somos nós. E nem discutimos.

Com este clima constante, mais um jogo do Mengão rola na Arena PE. E esse com um agravante: Havíamos sido eliminados da CB pelos eternos vices e o Sport havia goleado o Bahia na Sulamericana. Aqui na cidade o favoritismo deles era evidente. Para surpresa dos arco-íris regionais, mas nunca para nossa, o setor norte da Arena Pernambuco (área dos visitantes) estava lotada com gente sentada até nas escadas de acesso.

Que maravilha ver a Nação comparecendo em massa e mostrando que em quaisquer circunstâncias estaremos sempre apoiando. Mais interessante ainda foi ver o setor sul deles vazio. Ué?! Eles não era os favoritos? Parece que o Urubu mete medo mesmo que um pouco ferido.

IMG_5805

Mengão em campo, torcida cantando sem parar, e logo aos 4 min. o grito de GOL!!! Que felicidade! Lembrei na hora dos amigos que vieram de Juazeiro, Petrolina, Maceió, Natal, Fortaleza, João Pessoa, Aracaju e tantos e tantos lugares do nosso querido nordeste que — sim! é flamenguista e nunca nos tirarão isso!! – e ralaram em viagens cansativas para virem ver o jogo.

Para minha surpresa, o Sport jogava de forma completamente diferente do que vinha jogando ao longo do campeonato. Mostravam medo, um time retraído. E o Mengão dominando principalmente o meio-campo. Nossa defesa apresentava-se de maneira mais sólida e, como eles estavam atrás, o pânico das jogadas aéreas que vinham nos causando tantas tristezas nas última peleja não aconteciam.

Ufa! A expulsão do lateral deles, numa jogada covarde, ligou o desespero dos caras, principalmente no vascaíno Diego Souza (se ele não for torcedor vice, tem muita vontade de ser hehehehehehe) que, para nosso delírio, estava quase sendo expulso. À partir daí o Mengão dominou completamente o jogo e poderia ter goleado (pena que Guerrero não estar presente) devido a tantos gols perdidos.

IMG_5777

No fim, torcida gritando olé, cantando em alto e bom som que quem mandava na Arena era a Torcida do Urubu… Afinal somos os únicos invictos na Arena PE. Na terra do frevo, o carnaval começou mais cedo e dessa vez ao som do hino do Mais Querido:

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo. Flamengo sempre eu ei de ser…

O campeão brasileiro de 87 havia ganho, mais uma vez, do campeão da taça amarela de 87.

 

 


CLIQUE AQUI E LEIA MAIS HISTÓRIAS DOS BLOGUEIROS DA NAÇÃO!


Wesley Kovic: As aventuras (e desventuras) de um rubro-negro paulista


Ingressos caros e violência: o perrengue (ou drama) do rubro-negro fora do Rio

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER

 

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!