Na tarde deste domingo (9), no Estádio da Gávea, o Flamengo coroou a boa campanha que fez durante todo o primeiro turno com o título da Taça Guanabara Sub-17. No tempo normal, vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, placar que igualou o duelo, fechando em 5 a 5 no agregado. Mas na intensa disputa de pênaltis, o Rubro-Negro levou a melhor: 9 a 8.

Com o resultado, o Flamengo garantiu vaga na decisão do Estadual. Se também conquistar a Taça Rio, será campeão antecipado, como na última temporada, quando a geração de Vinicius Junior conquistou os dois turnos no Sub-17.

A Taça Rio, segundo turno do Carioca, será disputada apenas no final do mês. Enquanto isso, o Flamengo vai em busca do quarto título da tradicional Taça BH de Futebol. O time comandado por Márcio Torres viaja nessa segunda-feira para Minas Gerais. E na quarta (12), às 15h, no Estádio Municipal Caetano Cenachi Neto, em Rio Doce, enfrenta a Ponte Nova (MG). Grêmio e Paraná completam o grupo do Flamengo na competição.

O jogo

Com a vitória sobre por 4 a 3 sobre o Flamengo, no jogo de ida, um empate bastava para o Botafogo conquistar o primeiro turno do Estadual. Mas jogar defendendo o resultado diante de uma equipe que marcou gols 53 gols em 15 jogos, até então, não foi um bom negócio para o Alvinegro.

De cabeça, Vitor Gabriel marcou os dois tentos da vitória rubro-negra, placar que daria a vitória ao Flamengo no tempo normal. No final do jogo, porém, o Botafogo teve o segundo pênalti assinalado a seu favor – o primeiro, na etapa inicial, Elivelton desperdiçou. Desta vez, Glauber teve uma sorte melhor e diminuiu o prejuízo, forçando a disputa por pênaltis.


Nas penalidades, ambos os times mostraram que treinaram bastante. Os quatro primeiros pênaltis cobrados por cada um dos times entraram. Na quinta cobrança do Botafogo, no entanto, o goleiro Victor Hugo apareceu com uma boa defesa. Wendel teve a chance de confirmar o título logo em seguida, mas o arqueiro alvinegro também mostrou personalidade e cresceu para cima do atacante do Flamengo.

Nas cobranças alternadas, um novo bom aproveitamento dos times até que Victor Hugo, novamente, deu ao Flamengo a oportunidade de levantar a taça. E desta vez, com categoria, Natan fez a maior torcida do mundo comemorar: 9 x 8.

Em toda a campanha, foram 16 jogos disputados, 14 vitórias conquistadas, um empate e apenas uma derrota. Os Garotos do Ninho marcaram 55 gols e sofreram 17.

Escalação na final: Victor Hugo, Vitor Ricardo, Natan, Patrick (Teo), Pablo, Henrique (Lucas Gabriel), Marx (Rhyan), Matheus Alves, Wendel, Yuri e Vitor Gabriel (Luan). Treinador: Marcio Torres.

Foto: Agência/ FFERJ 


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio para não acabar, e melhorar ainda mais. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui: bit.ly/ApoiadorMRN