O Flamengo não conseguiu chegar a mais uma decisão na temporada: o Mais Querido foi derrotado por 1 a 0 pelo Botafogo e foi eliminado da Copa RS.

O clássico aconteceu nesta sexta-feira (16), no campo da PUCRS, em Porto Alegre. Com a saída da competição, o Flamengo seguirá no Rio a preparação para a Copa São Paulo de Juniores. O Mengão está no grupo 23, que conta com o São Caetano (SP), São Bento (SP) e Central (PE) e terá como sede o estádio Anacleto Campanella.

O jogo

Muito estudo, pouco futebol

Como qualquer pequeno erro poderia causar a eliminação, as equipes foram bastante burocráticas durante o primeiro tempo. À rigor, foram somente duas finalizações. Ambas surgiram após os 30 minutos de jogo. O alvinegro foi feliz ao balançar as redes em sua primeira e única chegada com perigo. Aos 31 minutos a zaga rubro-negra rebateu uma bola levantada na área, o Botafogo recuperou e o zagueiro Kanu acertou bela finalização, abrindo o placar no clássico.

Jogador mais perigoso do Flamengo na etapa inicial, Gabriel Silva teve uma boa chance para empatar a partida aos 38 minutos. Em jogada pelo meio o camisa 11 tocou a bola para Kleber, que fez a devolução, e Lucas Silva chutou à queima roupa mas o goleiro Diego fez uma excelente defesa colocando a bola para escanteio. O Flamengo ensaiou uma pressão no final da etapa mas não conseguiu penetrar no esquema defensivo montado pelo técnico botafoguense Felipe Lucena.

Ataque contra defesa

Precisando balançar as redes no segundo tempo para seguir com o sonho vivo, o Flamengo buscou a posse de bola, dominou a partida, contudo era pouco efetivo no ataque. Nos dez primeiros minutos a equipe rubro-negra parecia jogar sozinha. Cauteloso, o Botafogo pouco arriscava, afinal tinha a vantagem. Dener cabeceou com perigo aos 14 minutos uma bola cruzada por Vinicius Souza.

O técnico Gilmar Pipoca resolveu ir para o tudo ou nada colocando Vinicius Junior, Lucas Silva, João Pedro e Loran na partida. Este último chegou a cabecear uma bola no travessão no seu primeiro lance no jogo. Quando a situação poderia complicar de vez para o Flamengo apareceu o goleiro Gabriel Batista colocando para escanteio uma bola chutada por Jean. Mas a verdade é que o sistema defensivo alvinegro estava intransponível. Nem mesmo as muitas bolas levantadas na área no desespero levaram perigo.

Balanço da temporada

Com a saída da Copa RS, o sub-20 do Flamengo encerra uma temporada em que pode considerar como positiva. No início do ano sagrou-se campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior – principal competição do país – ao vencer o Corinthians nos pênaltis em pleno Pacaembu. Conquistou pela nona vez o Torneio Otávio Pinto Guimarães, com direito a volta olímpica em São Januário após a vitória por 3 a 1 sobre o Vasco.

Título é consequência. A principal função das categorias de base é revelar jogadores. E isso também aconteceu. O time profissional foi reforçado com a subida do goleiro Thiago e do lateral Thiago Ennes que não entraram em campo ainda; o zagueiro Léo Duarte atuou em partidas do Campeonato Brasileiro, em um momento muito difícil na competição, e foi bem; o volante Ronaldo é uma esperança da torcida, assim como o talentoso meio-campista Lucas Paquetá; e o atacante Felipe Vizeu já é uma realidade. Sem contar Matheus Sávio que – mesmo não sendo integrado ao time profissional este ano – completa com o Paquetá e Vizeu o trio rubro-negro convocado pelo técnico da Seleção Brasileira Rogério Micale para o Sul-Americano Sub-20.

Futuro promissor

No dia 4 de janeiro o Rubro-Negra estreia na Copa São Paulo de Futebol diante do Central (PE). Defendendo o título que conquistou na edição desta temporada que se encerra hoje. As perspectivas são boas, já que duas grandes promessas da base foram integradas aos juniores: Lincoln e Vinicius Junior irão disputar a Copinha pela primeira vez. A expectativa é que a dupla repita no sub-20 e sucesso que fizeram nas categorias inferiores.

Por fim, 2017 parece ser o ano que o investimento nas categorias será proporcional ao tamanho do clube. O orçamento aprovado esta semana prevê aumento de R$ 9,5 milhões para R$ 14 milhões – e os trabalhos prometem seguir novos processos apontados pela Double Pass, consultoria especializada em formação de atletas.
FICHA TÉCNICA

Copa Internacional Ipiranga Sub-20

Flamengo 0x1 Botafogo  (Semifinal)

Data: 16 de dezembro de 2016

Local: campo da PUC, em Porto Alegre

Arbitragem: Anderson Daronco, Lúcio Flor e Diego Oliveira.

FLAMENGO: Gabriel Batista; Kleber, Dener, Rafael e Michael; Jean Lucas, Theo e Vinicius Souza (Lucas Silva); Patrick (João Pedro), Lincoln (Loran) e Gabriel Silva (Vinicius Junior). Técnico: Gilmar Popoca.

Botafogo: Diego; Fernando, Kanu, Helerson e Victor Lindemberg; Wenderson e Jordan (Anilka), Alison, Rickson e Lima (Jean); Igor Cássio (Mateus Jorge). Técnico: Felipe Lucena.

Cartões amarelos: Alison, Wenderson, Fernando (BOT); Kleber (FLA)

Cartão vermelho: Não houve.

Imagem destacada: contribuição do leitor @celoflapoa

 

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.