Assim como fez ano passado ao buscar a parceria para preparação físico-técnica com a empresa americana Exos, o Flamengo buscou algo que pudesse desenvolver as categorias de base.

Essa busca resultou numa pequena parceria com a consultoria especializada em formação de atletas, a Double Pass. A intenção do clube ao aproximar-se da empresa belga é a análise da estrutura e desenvolvimento de talentos da Base, além de capacitar seus funcionários. Formar melhores funcionários e atletas.

A Double Pass e o Flamengo

Trata-se de um contrato com uma das maiores (se não a maior) consultoras de formação de atletas de futebol do mundo. Buscaremos excelência em formação, assim como fora buscada excelência em performance na parceria com a Exos. A pretensão é a de se estimular a fábrica de craques, olhando para frente, já que este acordo assinado para avaliação poderá desembocar em processo inédito na América Latina. Provável que avance e seja estendido após a etapa de análise e aproximação entre os dois entes.

Como curiosidade, a CBF recentemente recusou-se a trabalhar com a empresa e o Presidente da consultora afirmou que a observam apenas aos resultados de curto prazo, enquanto sua visão é a de se avaliar e construir processos de longo prazo. Geralmente, os projetos chegam à maturidade entre SEIS e NOVE anos, mas a arrogância ao se desprezar a esse tipo de serviço, demonstra a realidade arcaica do nosso futebol. Dispensaram uma referência global que trabalha com uma cartela de clientes pesada.

double-pass-partners

Mas o que é a Double Pass e como ela trabalha? Basicamente, bem basicamente, ela avalia dados numéricos; a parte médica/física; questões educacionais e psicossociais dos atletas; questões de campo, como filosofia e estilo de jogo; além de questões administrativas como logística e comunicação interna e externa, por exemplo. Ela é responsável pelo desenvolvimento direto de jogadores (notadamente na Bélgica e Alemanha, onde estão trabalhando há mais de 10 anos e recentemente na Premier League da Inglaterra).

Especialistas virão ao Centro de Treinamento para avaliação do departamento de futebol, não apenas das categorias de base. Após a análise serão preparados e enviados relatórios com observações, onde prioritariamente observam a sessões de treinamentos e jogos das diversas categorias, levando sempre em consideração o plano estratégico do clube para o departamento (quais as metas de longo e curto prazo), o organograma, quem são seus funcionários e seus currículos, filosofia de jogo e etc. Veja tabela abaixo:
tabela


Entrevistas serão conduzidas com os envolvidos no processo de formação: Diretor da Base, Presidente do Clube, CEO do Clube, Diretor de Futebol, Jogadores, o Treinador de cada categoria, Gerente de Captação, entre outros; como forma de construir uma noção sobre a cultura do clube, onde se erra, onde se acerta, o que mudar, quando e como mudar, através de um relatório qualitativo baseado também na experiência adquirida em outros clubes/ligas. Após às etapas descritas, a empresa recomenda melhorias ao trabalho normalmente executado.

A parceria da empresa com o futebol inglês

Em 2011, a Double Pass fez um acordo com a Premier League e a FA (a “CBF britânica”) que pode resultar em uma mudança de cultura jamais vista no futebol mundial. A ideia é formar jogadores de base na Premier League, de modo similar ao que já vem sendo executado na Bundesliga. Esse modelo construído é parte do modelo alemão, mas não se trata de uma réplica simplória, mas de conhecimento de uma cultura futebolística de cada clube e do país como um todo. Por isso, o projeto demorou 18 meses apenas em fase de estudos e avaliação de cultura futebolística dos clubes. O desejo da liga é o fomento do futebol de base e o início da produção de jogadores britânicos de nível mundial, inclusive de futebol feminino.

O primeiro diagnóstico foi o de que a seleção Sub-17 da Inglaterra é bem forte, estando entre as melhores do mundo, mas os talentos se perdem à medida que os meninos não tem espaço para serem absorvidos pelos times principais, por conta dos jogadores não formados na própria liga (contratados), não necessariamente estrangeiros (muitos dos jogadores britânicos até desistem da profissão, abandonando o futebol antes de chegar ao time principal). Isso é grave e se demonstra quando atletas selecionáveis desistem da profissão. Este programa, em um curto espaço de tempo já foi capaz de produzir jogadores como Marcus Rashford, promessa/sensação do Manchester United em aproximados três anos de execução. A estratégia de longo prazo, chamada de “Plano de Desenvolvimento Para Jogadores de Alto Rendimento”, se baseia em três pilares: Educação, Treinamento e Desempenho:

Educação – “A Premier League tem o objetivo de proporcionar educação de classe mundial através de ensino inspirador e inovador, que desenvolve as pessoas educacionalmente através da entrega de uma abordagem holística. A Liga tem o seu próprio Departamento de Educação, que oferece um programa de apoio ao técnico, tático, físico, mental, estilo de vida e desenvolvimento do bem-estar de todos os jogadores da Academia. A Premier League é também responsável pelos programas de educação formal para todos os aprendizes com idades entre 16-19 que tenham assinado um Contrato de Bolsa em tempo integral em um PL Club”.

Treinamento – “Desenvolvimento de um treinador de jovens é uma parte fundamental do EPPP, que a Premier League implementa através de uma variedade de programas de desenvolvimento do treinador. Isso inclui o esquema de Aprendizagem do treinador de Elite (ECAS), um intenso programa de dois anos para acelerar o desenvolvimento de treinadores atualmente empregados pelos clubes. A partir de 2015/16, ECAS incluirá seis treinadores negros, asiáticos e de minorias étnicas (BAME) e feminino por ingestão como parte do compromisso da Liga à igualdade e diversidade. ‘A Jornada da Liderança’ traz oficinas de treinamento da Liga, a Quadro de Competências do treinador (CCF), Conferência Anual dos Técnicos e Observadores (TMO) também são aspectos-chave do programa de desenvolvimento técnico da Liga”.

Desempenho – “Sempre se esforçando para encontrar formas inovadoras e eficazes para melhorar a produção ou mais e melhores jogadores nacionais, a Premier League têm implementado uma série de programas para ajudar e informar o recrutamento jogador, desenvolvimento e transição através do Desenvolvimento de Jovens e fases de desenvolvimento profissional. Os clubes não só podem rastrear todas as informações relevantes para a Academia (Base) através de Aplicativos de Gerenciamento de Performance e de Vigilância de Lesões (PMA), mas eles também se beneficiam com a ajuda de gerentes de suporte aos clubes (MCS), com o objetivo de criar um ponto de contato de apoio à base”. A Liga também lançou um programa de Faixa Etária, com uma série de torneios organizados a cada temporada com o objetivo de jogadores combinando a base com sua idade biológica, em vez dos habituais grupos idade cronológica, que historicamente faz com que seja mais difícil para jogadores nascidos nos últimos estágios do ano escolar britânico (setembro a agosto) para se desenvolverem. A Triagem, o crescimento e a maturação também são usadas para avaliar o crescimento biológico todos os jogadores da base”.

Dados os objetivos para a Premier League e a FA, um aspecto fundamental é a auditoria da Liga, executada pela Double Pass, que se dá semestralmente. Na Alemanha o investimento nas categorias de base foi progressivo e o volume repassado para formação foi crescente, com resultados consideráveis. Por exemplo, o índice de jogadores formados no próprio clube na Bundesliga cresceu em 23% desde o início da parceria (até 2014).

investimento-em-base-na-alemanha

Fundamental para a evolução dos atletas é a obtenção de licenças UEFA pelos treinadores das categorias de base. O exemplo alemão deve ser buscado para o modelo britânico. Para que fosse reproduzido no Brasil, precisaríamos de um novo padrão a ser adotado, inclusive com intercâmbio com a Associação Argentina de Futebol, que tem suas licenças permitidas em solo europeu. Um padrão sul-americano seria bacana para se pensar, para crescer, inclusive construindo consciência coletiva para que o futebol a nível estadual, nacional e continental também se desenvolva. Enquanto não dá para pensar no todo, fiquemos aqui, foquemos no Flamengo.

qualificacao-dos-treinadores-alemanha

O foco para o futuro da Base Rubro-negra

Atualmente está em análise o aumento do orçamento para as categorias de base, não restrita apenas a parceria. Este acréscimo objetiva dotar a base e seus profissionais de melhor estrutura de uma forma geral, para o desenvolvimento individual de seus atletas e funcionários, coletivamente também. A Empresa belga ajudaria ao clube com seu conhecimento, a formatar e implementar um projeto, mas o clube a princípio cuidaria de tudo após implementação, contando apenas com suporte e auditoria periódica da empresa, para correção de rotas.

Caso a parceria seja feita (um contrato de longo prazo), e por cultura futebolística do Flamengo, pode ser possível chegarmos a 80% dos jogadores do time principal tendo formação no Ninho do Urubu, e talvez seja mais rápido do que imaginamos. Em 2004, o Anderlecht da Bélgica tinha apenas 8% dos jogadores do elenco principal com formação de suas categorias de base, em 2014 o índice era de 52%. Voltaríamos com isso a sermos reconhecidos pela qualidade da formação, já que historicamente fazemos nossos craques, pregando o respeito ao DNA do clube, numa inédita parceria em que o Mais Querido será o primeiro “clube Double Pass” na América Latina.

Mercado norte-americano

Não sei se vocês perceberam, mas entre os escudos de parcerias da Double Pass está o da Major League Soccer, a Liga Americana de Futebol. Acontece que eles firmaram uma parceria para o desenvolvimento do futebol em solo americano. A estratégia é desenvolver talentos pela base, formando ídolos americanos ou de imigrantes formados lá, que possam criar raízes naquele que é o maior mercado esportivo do Planeta. Ou seja, não podemos dar mole senão ficaremos para trás. Que essa parceria de longo prazo seja assinada! Vamos, Flamengo!

Links da parceria e dos projetos de formação da Premier League. Eles dão uma noção global do que se propõe e ajudam a entender o que se deseja para o Flamengo.

https://www.premierleague.com/youth/EPPP
https://www.premierleague.com/news/58931
https://www.premierleague.com/news/58932
https://www.premierleague.com/news/58934

 

Luiz Filho (Twitter: @lavfilho)

flamengo-hic-et-ubique
Leia mais do autor:
Uma breve descrição do complexo trabalho de um Matchday
Concentração + Intensidade + Motivação = Alma
Padronização de estádios: UEFA x FIFA
Maracanã x Estádio Próprio: itens e perspectivas
Engenhão: A opção pela independência
Pombeba, a Ilha dos Urubus! (estádio do Flamengo)
Acabou a desculpa! (Estádio do Flamengo)

Apoie o MRN contribuindo mensalmente com o nosso projeto: a partir de 1 real! Clique em bit.ly/ApoiadorMRN

Siga-nos no Twitter: twitter.com/MRN_CRF
Curta nossa página: facebook.com/M.RubroNegro
Instagram: Instagram.com/mrn_crf
Canal do YouTube: MRN TV
Whatsapp: 21 98917.4639

Seja Apoiador do Mundo Rubro Negro! Você participa do grupo de Whatsapp exclusivo e concorre a uma camisa oficial do Flamengo autografada por todo o elenco do time de futebol. Clique no banner!

apoia.se mrn

 

Seja Sócio Torcedor

Sócio-Torcedor

 

Procurando uma hospedagem com atendimento personalizado?

Euler