O Flamengo divulgou hoje uma nota cobrando maior transparência do governo do Rio de Janeiro no processo de transferência da concessão do Maracanã e defendendo uma nova licitação como melhor solução. A nota vem um dia após a Lagardère dizer que quer contar com o Flamengo, mas que é possível tornar o estádio rentável sem o clube. O Flamengo se recusa a negociar com o consórcio formado pela empresa francesa e a brasileira BWA – ontem o MRN revelou que a dupla não está tecnicamente qualificada para assumir o estádio nos termos do edital de 2013.

Veja a íntegra da nota divulgada pelo Flamengo:

Em nome da transparência e para melhor informar associados e torcedores a respeito de seu posicionamento sobre o Maracanã, o Clube de Regatas do Flamengo afirma que:

1) Em 2016, o Governo do Estado foi um parceiro decisivo para que o Flamengo voltasse a atuar no Maracanã, na reta final do Campeonato Brasileiro. Agora, com o futuro do estádio sendo discutido e planejado, entendemos ser importante que o Governo do Estado, com quem sempre tivemos relação cordial e de confiança, se manifeste publicamente sobre seu papel no processo de transferência de controle do Consórcio Maracanã, da Odebrecht. Está sendo considerada uma nova licitação ou a possibilidade da venda do controle do consórcio para uma outra empresa/consórcio?

2) Na hipótese da venda do controle do consórcio, existe a necessidade da formalização do equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão. As bases deste equilíbrio são fundamentais para a definição do valor do negócio como um todo. Um dos interessados na compra, através de seu presidente, afirmou à imprensa nesta segunda-feira que houve uma revisão do primeiro edital de licitação. Seria útil que o Governo do Estado tornasse público os termos dessa revisão.


4) Caso o caminho escolhido pelo Governo do Estado seja a transferência da concessão, estamos comprometidos com ele, desde que este processo seja absolutamente transparente e republicano. Para tal, o Flamengo tem um acordo satisfatório com um consórcio interessado em administrar o Maracanã, formado pela empresa CSM e seus parceiros, a GL Eventos e a Amsterdam Arena.

Clube de Regatas do Flamengo

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.