Desde 2009, o Flamengo só sabe ser campeão quando o técnico tem raízes rubro-negras. Com a vitória por 2×1 contra o Fluminense, o Flamengo conquistou o 34º título carioca de sua história. No banco de reservas, Zé Ricardo conquistou seu primeiro título como técnico profissional.

Zé, porém, já trabalha no Flamengo há 18 anos. Ele começou pelo futsal e passou por várias funções nas categorias de base do clube até assumir o time profissional, há quase um ano, credenciado pelo título da Copa São Paulo de 2016 — o terceiro do Flamengo na mais tradicional competição sub-20 do país.

Este Carioca é o quinto título consecutivo do Flamengo tendo no banco um treinador formado no clube, seja como jogador ou como técnico. Em 2009, Andrade, um dos integrantes do maior time da História do Flamengo, campeão do mundo em 1981, conduziu o Flamengo ao título do Campeonato Brasileiro depois de 17 anos em seu primeiro trabalho como técnico efetivo — já tivera outras passagens como interino no Flamengo.

Em 2011, o Flamengo conquistou o Estadual, de maneira também invicta como agora, com Vanderlei Luxemburgo. O técnico não começou sua carreira como treinador no Flamengo, mas foi formado nas categorias de base do clube como jogador. O Flamengo também foi o primeiro clube grande que ele treinou, em 1991, após ser campeão paulista com o Bragantino no ano anterior.

O Flamengo voltou a ser campeão em 2013 com Jayme de Almeida, outro jogador formado na Gávea, filho de outro Jayme, também ídolo rubro-negro. Ele voltou ao clube como auxiliar de Luxemburgo, em 2010, e acabou ficando. Quando teve a oportunidade em 2013, foi campeão da Copa do Brasil e no ano seguinte também ganhou o Carioca.

O último técnico sem forte ligação com o clube a ser campeão no Flamengo foi Cuca, que ganhou o Estadual de 2009. Neste período, além dos quatro “pratas da casa” campeões, o Flamengo teve outros nove técnicos que passaram sem nenhuma conquista, entre eles alguns nomes consagrados em outros clubes como Dorival Júnior, Mano Menezes e Muricy Ramalho. O único “prata da casa” que passou pelo banco rubro-negro sem títulos neste período foi Rogério Lourenço, que substituiu Andrade em 2010.

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.