O Flamengo estreou na temporada com o pé direito. A vitória fácil sobre o Macaé por 78 a 59 pelo Campeonato Carioca, na Gávea, foi comandada por Marcelinho Machado que terminou como cestinha da partida. Marquinhos veio logo em seguida, com 12.

Após a partida, o Mundo Rubro Negro falou com o capitão da equipe, que analisou a partida e falou sobre o novo elenco.

Foi um jogo típico de início de temporada. Nós oscilamos entre bons e maus momentos e é natural. Ainda estamos ganhando ritmo. Acho que nosso grande mérito foi entender o ritmo que temos que jogar e, principalmente no terceiro quarto, fizemos valer o que temos que fazer na quadra e ditar o jogo. O time está de parabéns pela entrega“, comentou Marcelinho.

Com o trabalho ainda no início e muitas mudanças no elenco, o técnico José Neto ainda tinha os desfalques de Rafael Mineiro, Pedrinho Rava e Ricardo Fischer. Com isso, ele aproveitou para testar e dar minutos aos jovens tanto da base, quanto os que acabaram de chegar ao Orgulho da Nação. Alguns dos atletas que disputaram a LDB tiveram bom desempenho e puderam mostrar que podem contribuir durante o ano.

“Sabemos as circunstâncias que vivemos hoje. Temos três jogadores importantes machucados. Mas cada um está dando um pouco mais, os meninos também estão bem e dando conta do recado. Essa mescla de experiência e juventude é sempre boa para o time. Você tem algumas coisas para passar para eles e cada um chega com um ânimo novo. Temos garotos que vão ajudar bastante durante a temporada e estão preparados para treinar muito, sempre dispostos a ouvir uma sugestão e aprender. Temos muitos jogadores rodados, que jogaram na Europa, Seleção Brasileira, então acho que ele estão no lugar certo para evoluir e aproveitando a oportunidade”.

O FlaBasquete agora dá uma pausa no Estadual para disputar um torneio quadrangular, em Fortaleza, no Ginásio Paulo Sarasate, nos dias 25, 26 e 27 de setembro. A competição contará com o Vasco, o Solar Cearense e o Vitória, equipes que também vão disputar o NBB 9.


“Lógico que Flamengo e Vasco é um clássico, mas é uma fase da temporada que realmente é um torneio amistoso. Ser campeão é gostoso, mas queremos melhorar nosso ritmo. No entanto, eu tenho esse entendimento de que é um jogo diferente. As atenções se voltam para essa partida. É a volta do clássico, então nós vamos jogar para vencer”, completou.

 

Crédito da imagem destacada: Gilvan de Souza