No confronto entre os únicos vencedores do Novo Basquete Brasil, o Brasília levou a melhor. O vice-líder do NBB9 venceu o Rubro-Negro por 95 a 83 na tarde deste sábado, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. Mesmo com a derrota, apenas a segunda em 13 jogos, o Flamengo segue líder isolado da competição.

O próximo compromisso do Orgulho da Nação é diante do Mogi, no Ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi, na terça-feira (17), às 19h30. O Flamengo precisa vencer para continuar líder.

O JOGO
Não se poderia esperar outra coisa que não fosse o equilíbrio no primeiro período da partida. No confronto entre o melhor ataque (Flamengo) e melhor defesa (Brasília) do NBB9, deu Brasília. Marcelinho converteu a primeira cesta no clássico do Nilson Nelson, mas explorando bastante as jogadas em cima de Ramon, o Brasília assumiu o controle do jogo e venceu o 1Q mesmo com as duas bolas de três de Marquinhos, que comandou o Orgulho da Nação no período. 25 a 21 foi o placar.

O Brasília voltou para o 2º quarto com o mesmo pique com que terminou o 1º e logo pontuou com Fúlvio. O Flamengo, porém, mostrou que não estava morto e, com cestas de Rafael Mineiro, Olivinha e Olivinha, de três pontos, virou o placar 29 x 30.

A vantagem do Mais Querido durou pouco tempo. Aproveitando as falhas defensivas do Flamengo, a equipe da capital federal abriu oito pontos de vantagem, fazendo o técnico José Neto pedir tempo e dar uma enorme bronca em sua equipe. Neto chegou a jogar a prancheta no chão tamanha a irritação com os jogadores que permitiram tantas cestas fáceis ao Brasília. O Brasília foi para o intervalo vencendo o clássico por 46 a 37.


Enquanto o Brasília fazia um excelente jogo coletivo tendo Fúlvio, Lucas Mariano e Alex como destaques, o Flamengo apostava todas as suas fichas em apenas um único jogador: Marquinhos. O camisa jogava bem, conseguiu converter duas bolas de três pontos seguidas, dando esperança que seria o início de uma reação, mas jogando praticamente sozinho, não pôde evitar a o tropeço da equipe no terceiro período. O Brasília ampliou a vantagem para treze pontos: 76 a 63.

Completamente sem inspiração, o Rubro-Negro viu o Brasília passear em quadra. O experiente Fúlvio comandou o time brasiliense diante de uma defesa que já não tinha forças para combater. O Orgulho da Nação tentou reagir no final mas não foi o suficiente para evitar a segunda derrota no NBB9: 95 a 83 Brasília.

Marquinhos foi o destaque do Flamenco com 21 pontos, seguido por Marcelinho com 17 e JP Batista com 12.

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.