Numa espécie de final antecipada, o Fla abriu o placar mas não aproveitou as oportunidades de ampliar. No segundo tempo o Corinthians voltou melhor, neutralizou os ataques rubro-negros e virou a partida.

O jogo

O Corinthians deu a saída, mas quem começou no campo de ataque foi o Flamengo. O rubro-negro começou marcando em cima, roubou a bola e conseguiu o escanteio. O primeiro, cobrado por Vinicius Jr, não deu em nada e a zaga afastou. Em seguida, outros dois escanteios sem sucesso.



Após a sequência de escanteios contra, o Timão acordou e respondeu em cobrança de falta perigosa. Fabrício Oya cobrou com bastante veneno, a bola passou por toda a defesa rubro-negra e Gabriel Batista fez a defesa.

Aos 5 minutos de jogo, após defesa tranquila, Gabriel Batista repôs a bola com muita precisão para Vinicius Jr, que achou Lincoln livre dentro da área. O camisa 9 tentou o drible pra cima do goleiro e foi derrubado. Na cobrança do pênalti, o capitão Dener abriu o placar para o Mais Querido do Brasil.

Logo na saída de bola, o Timão conseguiu o empate. Pedrinho driblou André Baumer e bateu forte no canto de Gabriel Batista.

Partida muito movimentada nos primeiros 10 minutos. Apesar da chuva, o estado do gramado estava muito bom e ambas as equipes conseguiram jogar da melhor maneira. O goleiro Filipe, do Corinthians, seguia bastante exigido e fez boa defesa após chute de Lucas Silva. O camisa 7 do Fla recebeu em boas condições e chutou rasteiro, mas o goleiro fez boa defesa e mandou para escanteio. Na cobrança, Jean Lucas cobrou mal, a defesa cortou e saiu jogando.

Aos 12 minutos, outro contra ataque do Timão, em superioridade Pedrinho encontrou Marquinhos e o meia deu belo passe para Fabricio Oya apenas empurrar para o gol, mas nada valeu. Marquinhos estava em posição irregular e o assistente marcou o impedimento.
Jogo bastante equilibrado, Corinthians atacava e o Fla respondia. Muita intensidade, a chuva apertou e o campo ficou pesado.

25 minutos se passaram e as duas equipes começaram a atacar menos e trocar mais passes pelo meio. O Flamengo era quem mais atacava até então e chegava sempre com muitos jogadores. Após boa jogada feita por Vinicius Jr, mesmo no chão, o camisa 18 deu bom passe para Jean Lucas arriscar de fora da área, o chute parou nas mãos do goleiro Filipe, que encaixou sem problemas. Na sequência o Corinthians buscou a melhor alternativa para furar a boa defesa do Fla, mas Pedrinho foi parado com falta. Na cobrança, Fabrício Oya cobrou na barreira e a bola foi para escanteio. O camisa 10 cobrou rápido para Pedrinho, que penetrou na área rubro-negra mas foi travado na hora certa.

Aos 31, o Flamengo chegou pela direita com Jean Lucas, e o volante cruzou com bastante perigo para Vinicius Jr. cabecear. O camisa 18 quase colocou o Fla novamente na frente, mas a bola foi pra fora. Era toma lá, dá cá! O Corinthians respondeu com Marquinhos, que parou no goleiro Gabriel Batista, que fechou o ângulo do atacante alvinegro.
O Flamengo demonstrava superioridade ofensiva e mais uma vez ficou perto de marcar o segundo. João Pedro deu belo passe para Vinicius Jr, de frente pro gol, bater em cima do goleiro Filipe. Em seguida, o Corinthians também ficou perto de marcar com Matheus, mas o atacante foi bloqueado na hora certa.
Pela direita o Flamengo teve as melhores iniciativas e mais uma vez deu perigo à defesa alvinegra. Vinicius Jr deixou Kleber cara a cara com o goleiro, o camisa 2 bateu cruzado, a bola explodiu na trave e voltou nas mãos do goleiro. Lance incrível já nos minutos finais. O Fla seguia pressionando e terminou a primeira etapa melhor.

As duas equipes voltaram mais cautelosas e se estudavam bastante. Após um primeiro tempo bastante movimentado, com lances perigosos dos dois lados, as chances diminuíram nos minutos iniciais do segundo tempo.

Aos 11 minutos, após chegada pela direita, o Timão conseguiu o escanteio, Pedrinho cobrou com bastante efeito, a bola bateu no zagueiro Del’Amore e entrou. Gabriel Batista não alcançou e o Fla viu o Timão virar a partida.
O Corinthians voltou mais fechado e bloqueou as alternativas ofensivas do Fla, que não soube muito o que fazer para buscar o empate.
O Fla tentava nos escanteios mas a defesa do Corinthians estava sempre atenta.
Mais próximo de ampliar do que tomar o empate, o Corinthians dominava a partida e não deixava o Fla criar chances de gol.

Aos 23 minutos o Fla teve a primeira oportunidade. Vinicius Jr cobrou falta com bastante perigo e quase pegou o goleiro Filipe de surpresa. O goleiro espalmou para escanteio e na cobrança a zaga afastou.
Aos 35 minutos, o Timão quase fez o terceiro com Del’Amore. O camisa 4 cabeceou firme, após cobrança de escanteio, e a bola bateu na trave. Em seguida, a defesa rubro-negra afastou o perigo e cedeu outro escanteio ao alvinegro. Na cobrança, mais uma boa cabeçada de Del’Amore, mas dessa vez Gabriel Batista fez a defesa e a zaga tirou.

O Fla chegava pouco ao ataque, mas quando ia com perigo, não aproveitava. Aos 39, Jardeu recebeu de Patrick e chutou rasteiro, mas o zagueiro cortou na hora certa. Era tudo ou nada para o Flamengo e o desespero já tomava conta dos garotos. A equipe chegava mas errava muitos passes.
Os minutos iam passando e o Flamengo não conseguia empatar a partida. Para o Corinthians só restava cadenciar o jogo e administrar o resultado.
Já sem gás para tentar o empate, o Fla ainda quase tomou o terceiro após bobeada de Wesley. O lateral escorregou e a bola sobrou para Lucas Amorim, que tocou para Matheus chutar, mas Jean Lucas chegou por trás e cortou. Aos 48, o juiz apitou o fim da partida e o fim da caminhada rubro-negra em busca do bicampeonato.
O Corinthians enfrenta o Juventus no domingo (22), às 19h45.

FICHA TÉCNICA

Estádio: Arena Barueri
Data: 19/01/2017
Horário: 19h30 (de Brasília)
Trio de arbitragem:
Arbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistente 1: Alex Ang Ribeiro
Assistente 2: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Escalações

Flamengo: Gabriel Batista; Kleber, Dener, André Baumer e Moraes; Theo, Jean Lucas, Lucas Silva (Wesley), João Pedro (Patrick) e Vinícius Junior; Lincoln (Jardeu).

Corinthians: Filipe; Samuel, Thiago, Del’Amore e Guilherme Romão; Luisinho (Roni) e Guilherme Mantuan; Pedrinho (Lucas Minele), Fabrício Oya (Carlos) e Marquinhos (Lucas Amorim); Matheus.


Cartões amarelos: Filipe 5′ 1ºt e Patrick (Fla) 45 1ºt.

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!