Texto escrito por: Ana Beatriz Zayat

Ricardo Fischer é um dos novos reforços do FlaBasquete para a próxima temporada. Após a coletiva de apresentação, o Mundo Rubro Negro falou com o armador ex-Bauru e destaque pela seleção que se recupera de uma lesão no joelho direito. O atleta destacou a ansiedade em vestir a camisa 5 do Flamengo e revelou sua admiração pela torcida do clube.

“Eu naturalmente sou um cara que vibro bastante e que chama a torcida, pois acho que eles têm um papel importante durante o jogo. Foram muitos anos escutando a torcida do Flamengo e eu não via a hora de estar do outro lado. É uma torcida que mexe até com quem joga contra, é o sexto jogador em quadra. Estou com aquele frio na barriga. Acredito que com esse grupo o Flamengo tem condições de conquistar tudo. Estou ansioso e focado”.

Fischer sofreu sua lesão contra o próprio Flamengo na disputa da última Liga das Américas e precisou ficar oito meses fora. Em fase final de recuperação ele relembrou um pouco do momento e falou sobre sua volta. “Naquela hora o cara lá de cima falou que eu precisava dar uma parada para repensar nas coisas que preciso fazer, focar na minha carreira, minha recuperação e ter novos ares. Fui muito feliz lá (Bauru) foram quatro anos que me formaram como atleta e jogador e eu estou com aquele friozinho na barriga de estar em um novo clube, com uma nova torcida. De mostrar que eu posso e vou estar no mesmo ou até melhor nível que eu estava jogando. Estou ansioso e feliz”.

Fischer chega do Bauru, vice campeão do último NBB (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Fischer chega do Bauru, vice campeão do último NBB (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo com o grupo que tem pode conquistar tudo. Basta a gente fazer um bom trabalho, estar focado e treinar bastante. O mais importante é que a base renovou, Olivinha, Marcelinho, Marquinhos, JP já estavam no passado, eu e o Humberto estamos chegando, então a expectativa é a melhor possível. O objetivo é disputar título, é a Liga das Américas, o NBB”, comentou o atleta.


Ricardo passou quatro anos em Bauru e comentou sobre a emoção que será voltar durante a temporada. “É uma coisa que eu ainda não pensei muito. Vai ser com certeza emocionante voltar onde eu vivi quatro anos e tenho amigos que vou levar para o resto da vida. Vamos deixar a parte emotiva para depois. Primeiro estou ansioso para voltar jogar e no Bauru eu penso depois”.