A temporada 2016 começou promissora. Jogadores chegaram e a pré-temporada parecia caminhar bem. Aí vieram as eliminações na Primeira Liga, Carioca, Copa do Brasil e Sulamericana. Destoando de tudo isso, íamos muito bem no Brasileirão e o Cheirinho de Hepta incomodou muita gente. Após as 38 rodadas, chegamos em terceiro com 71 pontos, melhor campanha do Mengão na história do Campeonato de pontos corridos. Estávamos na fase de grupo da Libertadores desse ano. Sensacional, tendo em vista o quão ruim estava o ano pro torcedor rubro-negro.

Aí começamos 2017 com a chegada de reforços que subiram ainda mais o nível do elenco. O CT novinho em folha e a força financeira seduziram jogadores de muita qualidade técnica e tudo indicava que partíamos para o tão sonhado ano mágico. As vitórias fáceis sobre os pequenos do Rio, inclusive com jovens da base sendo utilizados em diversos jogos iludiram ainda mais o torcedor.

Então, clássico. “Faltou disposição”, disse o comentarista. “O time não quis vencer”, soltou um ponderado torcedor no twitter. “Essa bagaça não vai longe de novo”, bradou outro mais irritado. “Essa patota não engana ninguém”, declarou um conhecido por tal forma de falar (Rs). Mais uma vez eliminados nas semifinais do estadual, a torcida fez pouco caso, imaginando que o time não estava dando importância para uma competição a qual fora totalmente desrespeitada pela organização.

Libertadores da América! Após o fiasco de 2014, o Flamengo voltara a disputar a competição continental com uma força poucas vezes vista. Apontado como um dos favoritos pela imprensa(?) e com estrutura para jogar como tal, o time se classificou com sofrimento, vencendo o último jogo no Pacaembu. Sim no Estadio do Pacaembu. A concessionária hostil assumiu o Maracanã de forma sombria e o torcedor carioca teve que se contentar com os jogos na Ilha do Governador. Infelizmente, após avançar nas quartas, caímos nas semifinais. De novo? “O importante é que agora podemos descansar um pouco mais dessa rotina puxada de jogos”, comentou um integrante do elenco.

k1600_choraguerrero

Guerrero lamenta eliminação na LIbertadores

Nesse mesmo tempo, mais uma vez a campanha era muito boa no Brasileirão e com a chegada das “Oportunidades de Mercado” na janela do meio do ano, o time ficou ainda mais forte, mesmo o nosso técnico insistindo em jogadores odiados pela torcida e de qualidade técnica questionáveis em relação aos reservas. O Cheirinho de Hepta estava de volta e dessa vez com mais força do que nunca. A torcida lotava todos os jogos em casa e marcava presença sempre fora dela, onde fosse o Mengão.


Conforme o fim de 2017 se aproximava, o elenco, cansado de mais um ano com muitos jogos, foi sentindo o desgaste e caindo de produção. O cheiro perdia força de novo…pena! Mas, mais uma vez, garantimos vaga na fase de grupos da libertadores 2018. Sensacional! Afinal, o importante é estar sempre disputando o campeonato duríssimo da América do Sul.

Infelizmente teremos que esperar o ano mágico para 2018. Mais uma vez adiar o sonho de conquistar a América e o mundo. Pelo menos agora temos um técnico experiente e com mais rodagem do que o inexperiente e limitado desse ano. Nos resta torcer.

 

Feliz 2018!


Poderia ser real, né!? Ainda bem que não é. O que vai acontecer em 2017 nós felizmente não sabemos, mas não devemos sofrer por antecipação por absolutamente nada. Principalmente quando estamos falando do Flamengo!

 

Saudações Rubro-Negras e Feliz 2017!!!

 

 
Deixe seu comentário!


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. O Mundo Rubro Negro respeita todas as opiniões contrárias. Nossa ideia é sempre promover o fórum sadio de ideias. Email: [email protected].

Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.