Em entrevista ao programa “Bola da Vez”, da ESPN Brasil, o lateral-direito Fágner negou que seja um jogador violento e disse que joga duro por conta do porte físico para tentar justificar o lance em que lesionou gravemente o rubro-negro Ederson – atualmente em fase final de recuperação após mais de oito meses afastado dos gramados por conta de um edema ósseo. Fágner, que cotidianamente se envolve em lances violentos, disse que “um episódio não pode manchar toda uma carreira”.

Fágner ainda demonstrou não estar convencido de que tenha causado a lesão de Ederson afirmando que se desculpou “se de fato foi naquele lance que aconteceu alguma coisa” e mostrou pouca preocupação com a integridade física dos colegas de profissão ao afirmar que está tentando evitar carrinhos como aquele primeiramente para não prejudicar seu time (com uma expulsão).

Enquanto Ederson enfim parece perto de voltar a jogar (ontem participou normalmente da atividade com bola com os companheiros, mas não foi relacionado para o jogo de hoje contra o Bangu), Fágner, que sequer levou cartão amarelo no lance – que ainda causou a expulsão do técnico Zé Ricardo por reclamação – chegou à seleção brasileira e continua colecionando lances violentos. E, pelo visto, sem se arrepender.

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN


Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.