Após a vitória sobre o rival Fluminense, na última quarta-feira (25), em confronto válido pelas quartas de final da Sul-Americana, o Flamengo se apresentou ontem no Ninho do Urubu. Com a chave já virada para a próxima partida, contra o Vasco, pelo campeonato Brasileiro, a tarde foi de regenerativo para os titulares do jogo de quarta, e treino para os reservas.

A pouco mais de um mês para o fim da temporada e em duas competições, o calendário do Mais Querido é bem apertado. Everton Ribeiro, meio-campo, deu entrevista coletiva após o treino e falou sobre esse desgaste, calendário, e próximos jogos.

“Uma vitória importante que nos dá uma ligeira vantagem para o próximo jogo, não tem nada definido, vai ser um jogo difícil, vamos ter que estar com a mesma atitude e atenção para fazer um bom resultado. E calendário sabemos que não é só a gente que sofre, muitos times falam do calendário apertado”, disse ao ser perguntando sobre a leve vantagem que o Mais Querido tem para o jogo de volta das quartas da Sul-Americana.

Já com a cabeça voltada para o próximo confronto, que também é um clássico, mas dessa vez contra o Vasco, Everton foi categórico.

“Não tem prioridade, é clássico, são campeonatos a parte, sabemos da importância de vencer os clássicos, não é mata-mata sábado mas é reta final de brasileiro, jogo importante e atenção total.”

O DM do Mais Querido não anda tendo muita sorte. Após a cirurgia de Berrío, que rompeu o tendão patelar do joelho esquerdo, lesão considerada grave e com tempo de recuperação estimado em oito meses, Réver, capitão da equipe, sofreu uma lesão no ligamento do joelho direito após uma dura entrada de Marcos Jr, na última quarta-feira (25), seu tempo de recuperação é de quatro semanas.

“O nosso capitão é uma falta grande. Mesmo sabendo que temos jogadores importantes para recompor, sabemos da liderança que ele tem, ele está com dor, está triste, mas são coisas que acontecem e vamos correr por ele e pelo Berrío que lesionou seriamente. Lamentamos pelas lesões, são jogadores importantes, mas agora temos que pensar para frente, pensar em ganhar. Ontem (quarta) deu certo, conseguimos controlar a partida, criamos chances, trabalhamos bem a bola, essa é nossa característica, e temos que trabalhar da mesma maneira”, concluiu.

Nas últimas semanas, muito tem se falado sobre a entrega dos jogadores do Flamengo. A torcida em sua maioria, reclama de falta de brio e raça. Everton afirmou que há essa cobrança no vestiário.

“Não vejo que falta vontade, raça. As vezes corremos muito e não produzimos, ontem (quarta) conseguimos impor nosso ritmo e sair na frente, controlar mais o jogo. Tem que ser assim, nos impor desde o primeiro minuto e fazer o gol”, afirmou. Temos jogadores experientes que mostraram isso na Copa do Brasil que também é mata-mata, temos um grupo unido, o que não fizemos na Copa do Brasil, vamos fazer agora. Aprender com os erros.”

Ainda sobre raça e a famosa mística do clube, Everton comentou a importância do apoio da torcida.

“Conversamos sobre isso que ás vezes mesmo correndo, temos que mostrar essa vontade, ás vezes com uma chegada mais forte, um carrinho. Nossa torcida gosta de vontade, de raça, é do DNA do Flamengo e ter a torcida do nosso lado faz a diferença.”

Essa é a primeira vez que o ex-técnico Zé Ricardo vai reencontrar a equipe, agora, no lado oposto. Perguntado se o Zé possui uma certa vantagem por já conhecer o elenco, o camisa 7 elogiou o ex treinador, mas não acredita em vantagem.

“Zé Ricardo é um treinador de qualidade, acertou o Vasco, mas queremos vencer, ele está do outro lado agora. Que possamos fazer um grande jogo e sair vencedor. Hoje todo mundo vê os jogos, tem um Staff analisando, por mais que ele conheça nossa equipe, nós também conhecemos a equipe do Vasco. Temos um técnico experiente que vai saber armar uma equipe competitiva para poder fazer um grande jogo e sair vitorioso, que é o que nos interessa.”

“É mais um jogo difícil, de uma equipe que está crescendo e está perto da gente na tabela, é um clássico e sabemos da importância que tem. Clássico se decide em detalhes, que possamos sair vitoriosos, temos condições. Temos um treinador campeão, com currículo enorme e experiência, ele é capacitado e vai nos ajudar nessa.

O Flamengo recebe o Vasco, no sábado (28), no Maracanã. A partida é válida pela 31º rodada do Brasileirão.

Fotografia Gilvan de Souza