O atacante Leandro Damião assinou contrato e foi apresentado oficialmente como novo jogador do Flamengo, na manhã desta quinta-feira (14), no Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande. Com passagens por grandes clubes do Brasil e pela Europa, o atacante chega ao Rubro-Negro com a expectativas de retomar a boa fase de sua carreira, onde chegou a vestir a camisa da Seleção Brasileira.

Após o treinamento matutino e um primeiro contato com os novos companheiros de equipe, Damião esteve na sala de imprensa, juntamente com o diretor executivo Rodrigo Caetano e o presidente Eduardo Bandeira de Melo, para conceder sua primeira coletiva com o Manto Sagrado.

Elogiando o esforço e a confiança que a diretoria depositou em sua contratação, o atleta afirmou estar preparado para suportar a responsabilidade de representar dentro de campos os mais de 40 milhões de flamenguistas.

“Queria agradecer o esforço de todos para eu vestir esta camisa. Venho trabalhando para chegar bem preparado. Procuro sempre dar o meu melhor, sou jogador de grupo e espero poder ajudar aqui também”, disse.

Problemas físicos 

Alvo de algumas lesões, que acabaram o prejudicando no andamento de sua carreira, Damião garantiu que, desta vez, a parte física não será um problema. O novo reforço disse que já vinha trabalhando seu condicionamento, visando alcançar uma alta performance durante a temporada.

“Estava treinando em dois períodos para ficar fininho. Tive problemas de lesões que acho difícil que me atrapalhem hoje aqui no Flamengo. Estou no ápice da minha parte física. Espero voltar aos trilhos junto com o clube”, pontuou.

Passagem pelo Betis

Sem ter conseguido conquistar espaço no clube espanhol, Damião preferiu não comentar muito sobre sua breve passagem pela Europa e se limitou a dizer que quer deixar o passado de lado.

“Infelizmente não tive muitas oportunidades, mas é passado e quero deixar isso de lado. Quero me dedicar em prol do Flamengo e batalhar.”

Concorrência no ataque 

No atual elenco do Fla, o contratado terá que brigar por posição com Paolo Guerrero, titular da equipe treinada por Zé Ricardo, e com o garoto Felipe Vizeu que, apesar da pouca idade, vem correspondendo bem quando exigido.

Apesar de não demonstrar muita confiança de que isso possa ocorrer, Damião não descartou a possibilidade de formar com o peruano o ataque titular do Rubro-Negro.

“Isso depende, porém é o treinador que vai decidir. Ele (Guerrero) é um grande jogador e até posso jogar do lado, mas tem que trabalhar bastante, pois o time muda e passa a ter que jogar em prol disso. Então, o que for melhor para o Flamengo, vai ser melhor para mim, para o Guerrero e melhor para o torcedor.”

Preferência pelo Flamengo 

Pretendido por pelo menos outros dois clubes brasileiros, Leandro Damião explicou o motivo de ter preferido jogar no Mais Querido do Brasil. Segundo o próprio centro-avante, várias sondagens aconteceram, mas, ao ter conhecimento da proposta do Mengo, viu no Maior do Mundo a oportunidade de conquistar títulos e dar a volta por cima.

“Teve bastante coisa, mas quando chegou (proposta) do Flamengo, foi o primeiro que eu falei para o meu empresário ‘pô, quero ir para lá’. É um clube que eu posso dar a volta por cima, posso me dedicar e mostrar meu futebol”, contou.

“E é aonde tem uma torcida que apoia o time e isso é importante. Acho que o jogador, demonstrando garra e raça dentro de campo, leva o time rumo a títulos. E estou no lugar mais perto para buscar títulos”, completou.

Sensação de vestir o Manto 

Para finalizar, o atacante falou da emoção de vestir o rubro-negro mais famoso do mundo. Contando que o pai ficou emocionado ao saber do acerto, Damião demonstrou-se empolgado com a nova chance recebida.

“Meu nome era para ser Cosme Damião, mas meu pai era fanático por futebol e tinha como um dos ídolos o Leandro, lateral do Flamengo. Hoje ele ficou todo emocionado por eu estar vestindo a camisa de um time que lá atrás ele já havia pensado”, finalizou.