Após vencer com muita facilidade a equipe do Caxias do Sul, o FlaBasquete (3º) recebeu o Pinheiros (6º) no ginásio Hélio Maurício na noite de quinta-feira (10).

 

CV5gw9SWUAAEugo

Derrota em casa. Foto: Gustavo Duarte/MRN

A tradicional equipe paulista buscava voltar a vencer após duas derrotas fora de casa para Macaé e Paulistano, enquanto o rubro-negro buscava a quarta vitória seguida na competição. O técnico José Neto mandou a quadra o seguinte quinteto: Rafael Luz, Marquinhos, Jason Robinson, Olivinha e Jerome Meyinsse. Já César Guidetti, treinador do Pinheiros, mandou a quadra os seguintes jogadores: Holloway, Bennett, Lucas Dias, Renan e Arthur.



No primeiro quarto, Olivinha voltou a pontuar após um mês parado e o Orgulho da Nação começou abrindo 7 a 0, após dois ótimos trabalhos defensivos. e duas cestas de Jerome Meyinsse, e após uma cesta de três de Robinson, 10 a 0, o técnico César Guidetti. Após o tempo, a equipe paulista finalmente entrou na partida e anotou seis pontos seguidos, cortando a desvantagem para quatro pontos, 10 a 6. Após três pontos de Marquinhos, a equipe paulista anotou mais uma corrida de 6 a 0, trazendo a diferença para apenas um ponto, 13 a 12. A partir disso, as equipes trocaram cestas, e o rubro-negro terminou o quarto vencendo por quatro pontos, 20 a 16. Os destaques do quarto foram Bennett (PIN) com 6 pontos, Arthur (PIN) com 4 rebotes, Jason Robinson (FLA) com 5 pontos e Rafael Luz (FLA) com três assistências.

No segundo período, a equipe do Pinheiros virou rapidamente a partida, 22 a 20, em uma corrida de 6 a 0. Mesmo após reagir e retomar a dianteira no placar, 28 a 27, o Pinheiros abriu 31 a 28, com dois lances livres após o tempo de José Neto. Após o tempo, a equipe paulista aumentou ainda mais a sua vantagem, 40 a 33 após bons trabalhos defensivos e ótimo aproveitamento ofensivo, forçando outro tempo de Neto no quarto. Após o segundo tempo de seu treinador, o Orgulho da Nação cortou a desvantagem para quatro pontos, mas foi para o intervalo perdendo por quatro pontos, 40 a 36, 24 a 16 para a equipe paulista no quarto. Os destaques do quarto foram Marcelinho (FLA) com quatro assistências, JP Batista (FLA) com três rebotes, Holloway (PIN) com seis pontos, Georginho (PIN) com três rebotes e Humberto (PIN) com três assistências.

Na volta do intervalo, o Pinheiros começou os trabalhos com uma bola de três de Renan, colocando a sua maior vantagem na partida, 43 a 36. Errando lances livres e ataques bobos o Flamengo se manteve perto no placar graças a Marquinhos, que anotou seis pontos seguidos. Mas a confusa marcação do rubro-negro, permitiu que o sexto colocado do NBB abrisse dez pontos, 56 a 46. Após isso, Rafa Luz apareceu novamente marcando cinco pontos seguidos, trazendo a desvantagem para apenas cinco pontos, 56 a 51. Nos dois minutos finais do quarto, a equipe, e a torcida, quase perderam o emocional para as reclamações contra a arbitragem, mas a vantagem paulista se manteve em apenas cinco pontos, 60 a 55, Pinheiros 20 a 19 no quarto. Os destaques do quarto foram Marquinhos (FLA) com 6 pontos, Renan e Holloway (PIN) com 7 pontos e o próprio Renan (PIN) com 6 rebotes.

No último quarto, Gegê continuou com a mão quente e trouxe a diferença para quatro após um bola de três, 64 a 60. Em mais um quarto com muitos erros, Neto parou o jogo na metade do quarto, 69 a 61 para a equipe paulista. Após o tempo, o Orgulho da Nação fez uma corrida de 8 a 2, com seis pontos de Marquinhos, trouxe a diferença para dois, 71 a 69, inflamou o ginásio Hélio Maurício e forçou o pedido de tempo de Guidetti. O final de jogo foi de muita emoção para todos os presentes no ginásio na Gávea, com reclamações contra a arbitragem, principalmente contra a árbitra Fabíola Carraro, que marcou uma falta bem duvidosa de Rafa Luz, e com a excelente participação de Marquinhos, que chamou a responsabilidade. Mas os erros, dessa vez por nervosismo, deram um ponto final na partida e confirmaram a terceira derrota do rubro-negro no NBB 8, 83 a 79.

A próxima partida do Orgulho da Nação é no dia 15/12 às 19h30 contra o Minas Tênis Clube em Belo Horizonte.

 

Destaques:

Flamengo:

Pontos: Marquinhos com 25 pontos

Assistências: Marcelinho com 6 assistências

Rebotes: JP Batista com 7 rebotes

Pinheiros:

Pontos: Holloway com 19 pontos

Assistências: Holloway, Humberto e Bennett com 4 assistências


Rebotes: Renan com 13 rebotes

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!