(Foto: Bruno Lorenzo / LNB)

(Foto: Bruno Lorenzo / LNB)

Após a derrota para o Basquete Cearense, 67 a 66, o FlaBasquete retornou à quadra em mais uma rodada do Novo Basquete Brasil 8 para enfrentar o Vitória (12º) na tarde de sábado (20), no Tijuca Tênis Clube. Buscando voltar a liderança da competição, o técnico José Neto mandou a quadra o seguinte time: Rafael Luz, Marquinhos, Jason Robinson, Rafael Mineiro e Jerome Meyinsse. Já o rubro-negro baiano buscava se afastar das últimas posições e para isso o técnico Régis Marrelli mandou a quadra o seguinte quinteto: Kojo, Jason Smith, Edu, Calvo e Renan. 

A partida começou com domínio do armador Rafa Luz que particpou dos cinco primeiros pontos da equipe, 3 pontos e 1 assistência, e de Jason Robinson que com uma bola de três fez com que o Mais querido abrisse 8 a 2. Priorizando só o jogo interno no início da partida, a equipe baiana chegou a diminuir a diferença para dois pontos, 8 a 6, mas com um jogo coletivo como há muito tempo o atual tricampeão do NBB não mostrava, conseguiu segurar o Leão, forçando um tempo de Régis Marrelli.

Após o tempo, o FlaBasquete abriu sua maior vantagem com quatro pontos seguidos de Rafael Mineiro, 14 a 7. Ainda sob a batuta de um polivalente Rafa Luz, os comandados de Neto continuaram jogando melhor e abriram 19 a 9, e com a segunda unidade inteira em quadra, Ramon deu números finais ao quarto: Fla 22 a 11. Os destaques do quarto foram Rafa Luz (FLA) com 5 pontos e 3 assistências, Rafael Mineiro (FLA) com 6 pontos, Marquinhos (FLA) e Feliz (VIT) ambos com 3 rebotes cada.

Marcelinho e JP Batista abriram o segundo quarto colocando a maior vantagem na partida, 29 a 13, mas o rubro-negro baiano não se deu por vencido e anotou cinco pontos seguidos, trazendo o placar para 29 a 18 mas mesmo assim Marrelli não estava satisfeito com sua defesa e parou novamente a partida. Após o tempo, Marquinhos enfim desencantou na partida anotando seus cinco primeiros pontos, Olivinha e JP anotaram duas cestas e, mesmo com a defesa falhando mais que no 1Q, o Orgulho da Nação conseguiu abrir ainda mais frente no placar com sua maior vantagem, 40 a 22. A partir disso o Vitória se perdeu de vez e, dando show, o Flamengo terminou o segundo quarto vencendo por 48 a 22 (20 a 11 para o Fla no período). Os destaques do quarto foram JP Batista e Olivinha (FLA) com 4 rebotes cada.

(Foto: Bruno Lorenzo / LNB)

(Foto: Bruno Lorenzo / LNB)

Na volta do intervalo, o Leão voltou melhor e com duas bolas de três cortou a desvantagem para 20 pontos, 48 a 28, mas com seis pontos seguidos de Marquinhos, o maior rubro-negro do mundo voltou a aumentar a vantagem, 54 a 28. Trocando cestas, as duas equipes melhoraram seus aproveitamentos de quadra e o FlaBasquete continuou levando a mellhor, abrindo a maior vantagem na partida, 61 a 33, forçando tempo de Régis Marrelli.


Após o tempo, o massacre continuou e o Orgulho da Nação continuou passeando sobre um abatido Vitória abrindo 68 a 33, forçando outro tempo de um irritado Marrelli. Após o outro tempo, o Vitória seguiu sem reação e o rubro-negro carioca ainda aumentou a sua vantagem e foi para o último quarto vencendo por 75 a 37 (27 a 15 no período). Os destaques do quarto foram Marquinhos (FLA) com 9 pontos e Rafa Luz (FLA) com 4 assistências.

No último quarto, o rubro-negro fez uma corrida de 5 a 2 para abrir o período e forçar outro tempo de Marrelli, 80 a 39. Após o tempo, seguiu o monólogo do Orgulho da Nação que continuou abrindo enorme vantagem e terminou a partida, vencendo por 101 a 53. Foi a maior vitória dessa edição do NBB 8! É o FlaBasquete honrado a sua torcida.

O próximo compromisso do Orgulho da Nação é no dia 29/02 às 18h45min contra o Brasília pela fase semifinal da Liga das Américas, que será disputada em Barquisimetro (VEN). A partida terá transmissão do Sportv e tempo real do @MRN_CRF .

Destaques do Flamengo:

Pontos: Olivinha com 16 pontos

Rebotes: Olivinha com 11 pontos

Assistências: Rafa Luz com 9 assistências