Ala destaca físico da equipe e projeta duelo contra o Mogi das Cruzes

Olivinha jogou por quase 22 minutos ontem (20), maior tempo de quadra desde que retornou da lesão (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Olivinha jogou por quase 22 minutos domingo (20), maior tempo de quadra desde que retornou da lesão (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Fundamental na vitória sobre o São José no último domingo (20) por 94 a 77, o ala Olivinha falou com a imprensa após a partida no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Dominante do início ao fim, a equipe rubro-negra alcançou a nona vitória em 12 jogos pelo NBB 8, e Olivinha não escondia a cara de satisfação após uma grande vitória contra uma grande equipe.

Primeiramente o ala destacou a atitude da equipe na partida: “Acredito que a equipe entrou com uma atitude muito boa hoje. Conseguimos fazer uma boa defesa, diminuímos um pouco a pontuação deles (até a partida, São José tinha uma média de 80 pontos).”

Depois, completou: “Fisicamente, a nossa equipe sobrou. Desde o início corremos bastante, fizemos bastante contra-ataques, e  isso mostrou que a equipe está muito bem preparada fisicamente e isso nos ajudou muito na partida de hoje.”

Após ficar um mês parado devido a uma lesão, Olivinha comentou sobre o esforço dele e da comissão técnica do clube para que o ala voltasse o mais rápido possível para poder ajudar a equipe: “Realmente eu tive um problema de lesão logo no início da temporada (Ainda bem que foi no início né?), deu tempo de me recuperar e só tenho a agradecer aos fisioterapeutas do clube (Ricardo Machado e Domingos Trece) que passaram bastante tempo comigo, a preparação física (Diego Falcão e Rafael Bernadelli). O Diego Falcão pegou muito no meu pé e agora eu estou voltando à antiga forma. Poder ajudar a equipe com mais uma vitória foi muito gratificante e agora é dar sequência ao trabalho, pois ainda tem bastante coisa pela frente.”

Após jogar quase vinte e dois minutos ontem, maior marca desde a volta, o ala destacou que está quase na forma ideal: “Eu já estou ficando próximo do meu ideal. Já se passaram duas ou três semanas que eu voltei e estou trabalhando bem a parte física que é um ponto em que perdi bastante pois fiquei um mês parado.”


Na terça-feira (22) o Orgulho da Nação retorna ao Tijuca às 20h (Horário de Brasília) para enfrentar o Mogi das Cruzes e Olivinha comentou sobre sua expectativa para a última partida do ano: “Expectativa é de um jogo muito complicado, jogo difícil contra uma equipe que está brigando pelas cabeças assim como nós também, portanto sabemos que temos que ter bastante atenção, pois Mogi é uma equipe, na minha opinião, mais forte que a equipe de São José, então temos que estar mais preparados ainda.”