O empresário do atacante Marcelo Cirino, Pablo Miranda, disse em entrevista à Rádio Brasil que o ideal para o seu cliente seria uma mudança de ares em 2017. Segundo Miranda, o balanço da passagem de Cirino pelo Flamengo em dois anos é negativo.

– A adaptação dele, mesmo casado e com filha, está difícil. Aparece muita gente ruim fora de campo – afirmou o empresário.

Em 2015, Cirino se envolveu no episódio do chamado Bonde da Stella e foi afastado do grupo com outros quatro jogadores. Ele acabou sendo reincorporado e o técnico Muricy Ramalho apostou nele como jogador. Cirino chegou a ter uma boa fase no Campeonato Carioca, fazendo gols em clássicos, mas com a saída de Muricy e a entrada de Zé Ricardo, foi perdendo espaço e acabou a temporada na reserva. Marcou apenas dois gols no Brasileiro.

O nome do atacante foi ventilado numa possível composição para o Flamengo trazer Marinho, mas o empresário descartou a ida dele para o Vitória. Também disse que é difícil que ele volte para o Atlético-PR, por questão financeira, e que o ideal seria que ele fosse para outro grande clube brasileiro.

Em 2015, o Flamengo adquiriu 50% dos direitos econômicos de Cirino em uma composição com o grupo de investimentos Doyen, que pagou 3,5 milhões de euros ao Atlético-PR. O contrato com o Flamengo prevê que o clube tem que pagar 4,7 milhões de euros no fim de 2017 à Doyen se Cirino não for vendido até lá. Um empréstimo seria a última chance de Cirino mostrar serviço para o Flamengo evitar esse prejuízo.


 

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.