O borderô do jogo entre Flamengo e Grêmio, no Mané Garrincha, pela Primeira Liga, ilustra porque o Flamengo tenta investir no torneio como uma opção rentável no primeiro semestre diante do deficitário Campeonato Carioca. Em apenas uma partida, o Flamengo conseguiu uma renda líquida 73% superior ao total (cerca de R$ 315 mil) que arrecadou nas três primeiras rodadas do Carioca — e sem pagar nenhuma taxa à Ferj.

Organizador do jogo, o Flamengo ficou com R$ 548.405,82 da renda total de R$ 943.060, o equivalente a 58%. No jogo contra o Nova Iguaçu, o Flamengo ficou com 18% da renda; contra o Macaé, 13%; e contra o Boavista, 39%. A Ferj, por sua vez, ficou com 10% da renda dos três jogos e ainda levou uma cota extra de 50 mil, o equivalente a mais 8% da renda, para autorizar que o confronto contra o Boavista acontecesse em Natal.

Já a federação do Distrito Federal ficou com apenas 3% da renda do jogo pela primeira liga – R$ 27.751,80.

O dinheiro arrecadado pelo Flamengo no jogo de ontem também equivale a mais de 25% da cota de TV paga pela Primeira Liga, que é de apenas R$ 2 milhões – o torneio só é exibido na TV fechada, ao contrário do Carioca.

Veja o borderô completo do jogo:


primeira liga bordero 1

primeira liga bordero 2

primeira liga bordero 3

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.