O meia-atacante Ederson, que sofreu uma grave lesão ao ser vítima de uma entrada violenta de Fágner, lateral do Corinthians, no dia 3 de julho, termina a temporada sem ter uma previsão de retorno aos gramados. O Flamengo divulgou uma nota hoje sobre o estado físico do camisa 10 na véspera das férias.

“Sobre o atleta Ederson é sabido que, apos o trauma sofrido e a sua posterior cirurgia, ainda permaneceu o edema ósseo, lesão que não tem prazo de volta. O tratamento consiste na retirada da carga e esperar pela diminuição desse quadro pelo organismo. Estará de férias, porém com acompanhamento do Departamento Médico do clube”, disse a nota.

Contratado em julho de 2015 para ser o camisa 10 que o Flamengo precisava, Ederson fez apenas 31 partidas e 4 gols pelo clube. Após se lesionar contra o Vasco, em setembro do ano passado, ele passou dois meses fora e só voltou a jogar na penúltima rodada do Flamengo, contra a Ponte Preta. No início desta temporada, passou por uma preparação especial para evitar lesões e só disputou o primeiro jogo em março. Conseguiu ter sequência até a entrada de Fágner.