Uma corrida contra o tempo marcou o início da noite da última terça-feira (21). Torcedores e jornalistas atualizaram de forma constante o site do BID (Boletim Informativo Diário), da CBF, para saber se Éverton Ribeiro teria condições de estrear pelo Fla no jogo de hoje, contra a Chapecoense. Mas a documentação não chegou até o horário limite e o primeiro jogo do camisa 7 foi adiado para o próximo domingo. Por causa deste fato, questionamentos sobre uma suposta passividade do Flamengo tomaram conta das redes-sociais – torcedores alegavam que o clube não havia pressionado os árabes para conseguir a liberação.

O Mundo Rubro Negro procurou o diretor jurídico do Flamengo, Bernardo Accioly, que falou sobre o caso.

– Os procedimentos por parte do Flamengo foram feitos com total diligência. Todos os contratos já estavam assinados. Mas o contrato federativo, que é levado a registro, só pode ser gerado em um sistema eletrônico no próprio dia 20. Ou seja, até o dia 19 só existem contratos em papel em instrumentos particulares. – afirmou.

Nome de Everton Ribeiro só apareceu no BID na manhã de ontem

Bernardo também explicou quais são os procedimentos até o nome de um atleta, vindo do exterior, constar no BID.

– Após a janela abrir, o clube gera o contrato federativo e incluir o mesmo, juntamente com o contrato de transferência, no TMS (sistema de registro de transferências internacionais). Em até 7 dias, o outro clube efetua a contra-ordem. Se ambos os contratos inseridos trazem as mesmas informações, ou seja, se ocorre o “match”, a federação do clube cedente envia o ITC através do sistema. Assim que a CBF visualiza o documento, publica a regularização do atleta no BID. – afirmou

Após solicitado, o prazo para envio do ITC (documento necessário para o registro da transferência) é de uma semana. No caso do zagueiro Rhodolfo, a Federação Turca foi ágil e enviou o documento em poucas horas – o que possibilitou a regularização do defensor. Já o ITC de Éverton Ribeiro, chegou hoje (22), às 4h da manhã (para jogar contra a Chape, o atleta devia ser inscrito até às 19h de ontem).

Ainda sobre o caso, a assessoria do Flamengo divulgou uma nota explicando o acontecido.

“Na abertura da janela de transferências internacionais, o Clube de Regatas do Flamengo solicitou as inscrições do atletas Rhodolfo e Everton Ribeiro. Prontamente a Federação Turca enviou o Certificado de Transferência Internacional (ITC) à CBF, que fez o registro do atleta no BID. Ao mesmo tempo, foi feita a solicitação à Federação dos Emirados Árabes, mas a entidade não enviou o ITC dentro do prazo para que o jogador Everton Ribeiro tivesse condições de jogo para a partida contra a Chapecoense. Vale ressaltar que, além da grande diferença de fuso horário, o país está em período de Ramadã, o que também colaborou para o atraso do processo.”


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio para não acabar e melhorar ainda mais. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui: bit.ly/ApoiadorMRN