Por Wedson Barreto, com a colaboração de Wanderson Emerick

Se no futebol o desempenho do Mengão não foi tão bom na temporada passada, nas redes sociais a equipe quebrou recordes. No Youtube, o Flamengo começou o ano passado atrás de São Paulo, Santos e Palmeiras, mas os ultrapassou ao longo da temporada e se consolidou como o maior canal de clubes das Américas, com 734.875 inscritos e um crescimento de 60,73%. No mundo, o Flamengo está na sexta colocação. 

Ao longo do ano, a Fla TV apresentou algumas novidades na grade de conteúdo. Um dos pontos altos foi o aumento da frequência das transmissões ao vivo, atraindo ainda mais os torcedores.

Estas foram algumas das novidades:

  • Transmissão de jogos do Sub-20 (Estadual);
  • Campeonato Brasileiro e Estadual Feminino;
  • Transmissão de jogo-treino;
  • “FlaRadio”;
  • Pré-jogo;
  • Conteúdo co-criado com patrocinadores e parceiros.

E o crescimento não se resume apenas ao canal no Youtube, hoje o Rubro-Negro também lidera em número de seguidores em Facebook e Instagram. Já no Twitter, a diferença para o líder Corinthians diminui a cada dia. Números que colocam o Flamengo com a maior base digital, segundo o Ibope Repucom.

A Fla TV em 2017

Em maio quando foi campeão Carioca pela 34ª vez e terminava sua jornada pela Libertadores, a diferença para Santos e São Paulo caiu para menos de 20 mil inscritos  – São Paulo (16.154) e Santos (15.417) – já a diferença para o SEP estava em 130.299 inscritos, um prévia do que aconteceria muito em breve.

Junho e julho foram os melhores meses para a FlaTV desde o início do canal. No primeiro, o canal quebrou recordes com a chegada de Everton Ribeiro, além de transmissões ao vivo de jogos da Base e também do futebol feminino. No segundo, a chegada do goleiro Diego Alves foi responsável por mais uma expressiva marca, 90.235 inscritos no mês. Números que fizeram o canal superar o Palmeiras.

Agosto, Setembro e Outubro: o período das vacas magras

O que tinha tudo para ser um ano excelente em termos de títulos no futebol, acabou virando um pesadelo. A eliminação na Libertadores em maio, os desempenhos ruins no Campeonato Brasileiro, o título da Copa do Brasil que “escapou” das nossas mãos…

Os péssimos resultados refletiram no desempenho do canal. Agosto teve pouco mais de 1/3 dos quase 91 mil inscritos em junho e julho, “apenas” 35.150 novos inscritos, mas ainda assim o crescimento estava na média e mantinha o bom desempenho dos meses anteriores, e foi suficiente para ultrapassar o Liverpool no ranking mundial.

Em setembro, novamente uma queda no número de inscritos, com apenas 13.854  a segunda pior marca de 2017. Logo no início do mês o Liverpool ultrapassou novamente o canal do Flamengo. 

Outro mês complicado foi outubro, com a pior marca de inscritos desde dezembro de 2017, com apenas 6.466 inscritos (0,95%) – o pior mês de 2017.

Crescimento retornou no fim do ano

Em novembro, com a possibilidade de ganhar um título internacional, a FlaTV voltou a crescer e terminou o mês com 23.657 inscritos e 3.222.168 views – atrás de Corinthians em inscritos no período e Palmeiras em visualizações. Já em dezembro, o canal teve 23.461 novos assinantes e 2.898.206 visualizações, a maior marca entre os brasileiros.

 

Wedson Barreto é estudante de Design Gráfico, torcedor fanático do Flamengo e gosta de Marketing Digital e Esportivo. É baiano mas vive em São Paulo desde os dois anos de idade. Siga-o no Twitter: @wedbarreto