O vice-presidente de Futebol, Flávio Godinho, confirmou que o Flamengo só passará a pagar uma parcela do salário do argentino Darío Conca quando ele estiver apto a jogar. O meia se recupera de uma grave lesão no joelho, e a estimativa mais otimista é de que ele possa voltar aos campos em abril.

– Conca só passa a receber bonificação do Flamengo a partir do minuto que estrear. Difícil fazer previsão da estreia, mas ele vem para o Brasileiro. Quem sabe em condições de estrear na fase de grupos da Libertadores – disse Godinho ao Globoesporte.com.

Ele disse que o argentino já foi avaliado nos Estados Unidos, onde passa férias, pelo chefe do Departamento Médico do Flamengo, o doutor Márcio Tannure, que também estava na Flórida.

Godinho disse que o Flamengo se espelhou no modelo do São Paulo, que na década passada atraiu muitos jogadores para se recuperarem de lesões no clube e depois acabarem jogando lá por um período – casos de Amoroso, campeão da Libertadores em 2005, e Ricardo Oliveira, vice-campeão no ano seguinte.

O vice-presidente de futebol disse que as negociações para trazer o argentino foram complicadas e acontecem há muito tempo.


– A negociação com os turcos (do Fenerbahçe, ex-clube de Diego), que falavam inglês, demorou um mês. Esta demorou mais. Eles viajaram para contratar o Oscar. Teve tradutor, série de coisas, precisamos de paciência de chinês aposentado- afirmou.