O Flamengo precisava apenas do empate para garantir o primeiro lugar do grupo e a vantagem de empate na semifinal da Taça Guanabara, contra o Vasco. Mas conseguiu bem mais do que isso: derrotou o Madureira por 4×0 em Volta Redonda, mantendo o aproveitamento de 100% no Carioca e em jogos oficiais na temporada. A cereja do bolo foi o quarto gol, uma pintura do menino Lucas Paquetá, que se reapresentou ao Flamengo na última quinta-feira após uma má participação no Sul-Americano sub-20 com a seleção.

– Primeiramente eu dou graças a Deus por ter feito meu primeiro gol nos profissionais. Eu dei um passe pro Mancuello, o goleiro cortou, eu vi ele adiantado e resolvi arriscar. Eu fico muito feliz pelo carinho da torcida, eles estão sempre apoiando e sempre incentivando, agradeço a eles pelo apoio, quero manter meu foco, fazer o meu melhor para ir conquistando meu espaço – afirmou o meia formado na base rubro-negra, que acertou um chute de primeira desde o círculo central no ângulo do gol do Madureira.

Antes da pintura de Paquetá, o Flamengo sofreu para abrir o placar. Foram 15 escanteios no primeiro tempo sem levar perigo. Pouco antes do intervalo, o zagueiro Alex, que já tinha cartão amarelo, fez uma falta no meio campo e levou o segundo cartão, sendo expulso. Na jogada seguinte, Diego perdeu a bola dentro da área, mas recuperou com um carrinho e chutou para abrir o placar.

No segundo tempo, mesmo com um a mais, o Flamengo levou um susto: Willian Arão saiu jogando errado, e a bola ficou com o Madureira. Esquerdinha ganhou de Trauco na disputa aérea e cabeceou no travessão.

Apesar do resultado de 1×0 já garantir o objetivo, Zé Ricardo decidiu se aproveitar da vantagem numérica e mandar o Flamengo para cima. Tirou Willian Arão e colocou Lucas Paquetá. Pouco depois, Guerrero recebeu de Miguel Trauco – a quinta assistência do lateral peruano – e marcou seu sexto gol no Carioca (e sexto na temporada em igual número de jogos). O atacante, porém, sentiu a perna depois do chute e foi substituído por Felipe Vizeu, outro que estava com a seleção sub-20.


Logo em sua primeira participação, Vizeu fez bela jogada pela ponta e rolou para Mancuello marcar o terceiro gol. Ainda houve tempo para Paquetá marcar o dele.

O Flamengo enfrenta agora o Vasco pela semifinal da Taça Guanabara com vantagem do empate. O regulamento dá o mando de campo ao rubro-negro, que teoricamente jogará com torcida única no Engenhão. Como o presidente vascaíno, Eurico Miranda, afirmou que não jogará clássico sem torcida, a Ferj deve convocar uma reunião para discutir a questão.

Antes do clássico, o Flamengo volta a campo quarta-feira, pela Primeira Liga, contra o Ceará. O time já garantiu a classificação para a segunda fase com uma rodada de antecedência e também joga pelo empate para assegurar o primeiro lugar do grupo.

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.