André Amaral (@Ninhodanacao)

logo ninho da nação

Está em curso duas frentes de refinanciamento da dívida dos clubes.

Uma, na Câmara dos Deputados, com o projeto de Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte com contrapartidas e a outra via Medida Provisória pelo Governo Federal com apoio do Bom Senso FC e também com contrapartidas, porém criando uma Agência Reguladora, o que ao meu ver não parecer ser uma boa ideia.

Na Câmara o projeto é liderado pelo deputado Otávio Leite, que definitivamente não faz parte da bancada da bola. Foi aprovado nessa quinta-feira o regime de urgência da LRFE. Isso significa que o texto não precisa ser aprovado nas Comissões da casa. A deliberação na Câmara pode acontecer já nessa terça-feira.

Já o governo está preparando o texto final para enviar uma Medida Provisória que refinancia a dívida dos clubes também com contrapartidas. O prazo seria antes do carnaval, porém foi adiado. Agora fala-se em primeira quinzena de março.

O ponto decisivo para a efetividade dessa lei é a criação de uma Comissão para avaliar se as obrigações estão sendo cumpridas pelos clubes ou não. Em caso negativo, que se puna gradativamente o clube, até o rebaixamento. E essa análise não pode ser da CBF e muito menos do SJTD.

O melhor mesmo dessa história e que uma vai pressionar a outra pela aprovação / assinatura, e isso será ótimo para o Flamengo e para o futebol brasileiro.