Trengrouse conversou com dirigentes do Flamengo (Foto: Reprodução da internet)

Trengrouse conversou com dirigentes do Flamengo (Foto: Reprodução da internet)


Nessa sexta (02/09) a torcida tricolor foi agitada por uma foto (ao lado) em que Pedro Trengrouse, candidato a presidência do clube aparece em um almoço com atuais e ex-dirigentes do Flamengo. De fato seria de se estranhar tal situação, mas segundo o próprio, a reunião foi feita para que houvesse um diálogo entre os dois clubes. Veja abaixo a declaração que o mesmo deu ao site NETFLU.

Temos de querer diálogo permanente. Almocei com o Marcio Braga e com o Eduardo Bandeira, atual presidente do Flamengo. Falamos do Maracanã, da relação com a FERJ e da importância de uma política nacional de esporte que valorize os clubes. Nossa gestão será marcada pelo diálogo aberto e construtivo com todos os clubes. Temos interesses comuns. Eu tenho posição firme com relação as questões extracampo. Tem que ter diálogo. E como há diálogo se as pessoas não se sentam para conversar?

Uma das pautas abordadas foi a situação do Maracanã, mas segundo o candidato tricolor, o estádio Mário Filho será relicitado, o que era desejo antigo do Flamengo. Veja abaixo o vídeo da declaração e um trecho da Nota Oficial lançada pelo Flamengo no dia 07/04.

Trecho da Nota Oficial:

Diante do insucesso do atual modelo de concessão no Maracanã e das manifestações e tentativas de transferir o atual contrato de concessão vigente para terceiros, o Clube de Regatas do Flamengo vem a público declarar que:


– Opõe-se ao modelo atual que veda a participação dos clubes na administração do estádio, em favor de empresas dissociadas da essência e da história do Maracanã;

– É necessário um novo processo licitatório, com a participação dos clubes no papel de protagonistas não só do espetáculo, mas também da gestão, administração, operação e manutenção do estádio, além da readequação do contrato às alterações do projeto. São essas as únicas formas legítimas de resolver o impasse que priva a população de utilizar um equipamento esportivo importante como o Maracanã;

(…)

– No modelo atual de concessão, sem a participação na administração dos geradores de conteúdo e receitas, existe o risco concreto de transformar um dos mais importantes estádios do mundo num “elefante branco”, o que seria lamentável para a imagem do Rio de Janeiro;

– Espera que, muito em breve e com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que é conhecedor da paixão dos torcedores do Flamengo pelo estádio, possa voltar a atuar no Maracanã, de forma sustentável e direta, através de um novo contrato de concessão, justo e transparente;

Entramos em contato com Eduardo Bandeira de Mello para confirmar. De forma rápida, EBM negou essa história.

Não confere. Não tenho essa informação – disse EBM a nossa reportagem.