Cabelo grande afastou Mário Sérgio do Flamengo

Cabelo grande afastou Mário Sérgio do Flamengo

O ex-craque Mário Sérgio Pontes de Paiva, que morreu no acidente aéreo que vitimou 71 pessoas que viajavam para o jogo da Chapecoense contra o Atlético Nacional, na Colômbia – onde trabalharia como comentarista da Fox Sports – deu seus primeiros passos no futebol como jogador do Flamengo. A passagem pela Gávea, no entanto, não durou muito: foram apenas 12 jogos antes de ser vendido ao Vitória, apesar do talento que o levaria à seleção brasileira.



Em uma entrevista inédita publicada hoje pelo UOL, Mário Sérgio falou sobre a briga com o então técnico Yustrich, que acabou levando ao fim da curta passagem, em 1971.

– Ele me afastou por usar cabelo grande, começava a me chamar de boneca, até o dia em que eu apelei com ele. Ele falou, pode ir embora. Empresta ele. Enquanto eu estiver aqui ele não joga.

Mário Sérgio foi então emprestado ao Vitória, que acabou comprando seu passe.

– A diretoria estava relutante, mas me emprestou. Só que colocaram o preço do passe fixado bem alto e deu até três dias de prazo para o Vitória pagar. Os caras fizeram uma promoção, mobilizaram a torcida para que pagassem o preço do meu passe. Eles pagaram o preço do meu passe. Foi por isso que eu fui para o Vitória.

Mário Sérgio nunca mais voltou para o Flamengo e acabou construindo uma carreira de sucesso em outros clubes, com títulos como o Campeonato Carioca, pelo Fluminense, em 1975; o Campeonato Brasileiro de forma invicta pelo Internacional, em 1979; e o Campeonato Mundial pelo Grêmio, em 1983.

O que você pensa sobre isso?
 


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN
Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.
– Outra boa forma de ajudar o site é efetuar compras ou mesmo pesquisas de compras através dos anúncios Adsense Google vinculados nas páginas.

Por que ajudar?
Todo o dinheiro arrecadado é usado no próprio site. Acreditamos na construção coletiva, no processo colaborativo entre leitores, apoiadores e colaboradores. Ao virar um apoiador você começa a fazer parte dessa construção coletiva também.
Nossos maiores custos atuais:
1. Transporte e alimentação em coberturas de campo;
2. Planos de telefonia e internet;
3. Custos diversos com equipamentos;
4. Impulsionamento de postagens em redes sociais.
Metas para 2017:
1. Cobertura in loco de todos os esportes em eventos na Gávea;
2. Cobertura in loco dos treinos do time profissional;
3. Compra de equipamentos de audiovisual, softwares e treinamentos;
4. Produção de reportagens e outro projetos de conteúdo em vídeo;
5. Produção de reportagens e outros projetos de conteúdo em podcasts;
6. Fortalecimento profissional das equipes MRN Informação e MRN Blogs.


Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!

About The Author