RICARDO MARTINS - BLOGUEIRO DA NAÇÃO MINAS GERAIS - BLOG MULAMBEIROS

20150405215352_586

 

O jogo disputado entre Flamengo e Fluminense no último domingo esteve longe de ser um dos melhores da história desse clássico centenário, mas nem por isso deixou de ser importante. Se com a bola rolando a partida ficou ainda distante do futebol  bonito que todos queremos ver, antes do início jogadores dos dois times manifestaram apoio às declarações de Luxemburgo 3 dias atrás.



Não é de hoje que as federações de futebol no Brasil fazem de tudo para se fortalecerem em detrimento a quem deveria ser o astro principal do show, o time. Em 1985 a do Rio de Janeiro colocou o Fla-Flu de triangular decisivo para uma segunda-feira as 10 da noite. Na ocasião quebraram a cara. Foi o maior Fla-Flu que tive a oportunidade de assistir: https://www.youtube.com/watch?v=_4_s7cAOELs&feature=youtu.be

O chorôrô crocodilar de Fred


As reclamações de Fred após sua expulsão tinham outro endereço. O atacante tricolor demonstra, já faz tempo, uma grande insatisfação com numerários atrasados, com o Fluminense, com o Campeonato Carioca, com a falta de propostas para jogar em outro clube. Seu comportamento no jogo era instável, aparentava pedir para ser expulso. O árbitro aparentou perceber  isso e o expulsou. O Flamengo estava melhor mesmo com Fred em campo, mas qualquer elemento que possa indicar benefício ao rubro-negro dá audiência.


conefred

 

O alemão carioca tem muito a revelar

A morte do menino Eduardo, durante uma ação da PM no Complexo do Alemão no Rio de Janeiro, nos obriga a refletir sobre o que significa mais de 70.000 pessoas residirem sob o jugo histórico do narcotráfico, das milícias, e do próprio Estado (ou da ausência deste).

Eduardo, segundo o que podemos constatar no que é publicado na imprensa, sempre gostou de estudar e tinha sonhos de uma vida promissora. Ele admirava os bombeiros e, quem sabe, talvez viesse a integrar aquela corporação.

Muitos não entendem por que as crianças ficam nas ruas estreitas das comunidades proletárias quando a polícia “invade a favela”. Ocorre que isso é uma determinação expressa dos elementos do tráfico. Afinal, eles conhecem os moradores e sabem onde eles vivem. Outra coisa a destacar, nenhum morador morre de bala perdida da polícia. O tiro da polícia é certeiro. A bala perdida é de ninguém.

Quando a polícia sai, o morador continua convivendo com todo aquele ambiente de “não-estado” e a comunidade continua exposta a quem anda armado. Nesse ambiente crescia Eduardo. Mas não só Eduardo, pois a quantidade de crianças e jovens na comunidade é muito grande. Muitos deles acabam sendo recrutados pelo tráfico, mas alguns conseguem se safar.

Caio Rangel foi um dos que tiveram a sorte de sobreviver em um ambiente totalmente instável. Esse jovem, hoje com 18 anos passava todos os apertos que os jovens convivem diariamente no Alemão. Ele foi levado para as categorias de base do Flamengo, mas poucos rubro-negros o conhecem. Caio sequer chegou a estrear no time profissional.Caio Rangel

Seu talento sempre despertou o interesse dos empresários e, após uma negociação que, conforme especulações, o Clube não poderia atender ao salário pedido de R$200 mil mensais, Caio acabou indo parar na Itália. Fico triste como rubro-negro, mas feliz pelas oportunidades que se abriram para esse jovem talento.

Talvez um dia ele volte para jogar no Brasil. Quem sabe no nosso próprio Flamengo? Assim como Caio, o Complexo do Alemão futebol já revelou Vitinho (atualmente no CSKA), Eric e Diego, todos para o Botafogo.

O esporte e a educação podem ser libertadores. Mais do que nunca temos que voltar a sonhar com uma sociedade melhor. Aqui em Minas Gerais o atual governo divulgou dados tristes sobre a situação das escolas, onde cerca de 75% estão sem estruturas adequadas para o bom rendimento. Quem mais precisa das escolas públicas é a população mais humilde, mas o investimento em educação, esporte e cultura é capaz de beneficiar TODA  a população.

Costumo dizer que estudar não nos garante nada, mas é a chave para abrir portas. O mundo do futebol pode também trazer novas oportunidades. A prova viva disso é Caio Rangel. A lamentar que Eduardo não tivesse a mesma sorte, pois a última porta se fechou precocemente em sua promissora vida. Cabe a nós lutar por um Brasil de mais oportunidades e menos fatalidades.

 

Fla BH 10 anos!

FlaBHA Embaixada Fla BH não para de comemorar seus 10 anos de existência. Toda essa alegria coincide com a boa fase do Flamengo, comprovando o quão pé quente é a galera. No último domingo quem pagou o pato foram os tricolores, mas nem só de torcer vive a jovem torcida em Belo Horizonte.

Há um time de campo da Fla BH, onde até mesmo esse blogueiro já deu os seus chutes:  https://www.youtube.com/watch?v=9R4o8LQJElE.

Sempre divulgarei as atividades da Fla BH, mas também de outras manifestações da Magnética aqui pelos lados daS Gerais. Afinal, somos todos MULAMBEIROS.

Cordiais Saudações Rubro-Negras!

 

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!