novaquebraatuações


Pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi à Brasília enfrentar o São Paulo em jogo que poderia ter colocado o Rubro-Negro novamente no G4. Numa partida muito movimentada e com superioridade do Mengão em domínio de seu adversário, o empate em 2-2 não foi um resultado dos melhores, já que a vitória esteve próxima, mas Alan Patrick desperdiçou um pênalti nos instantes finais do jogo. Veja as notas das atuações dos jogadores a seguir.

Muralha – Boa partida, mas abaixo das últimas que fez pelo Flamengo. Com reflexo em dias e boa colocação nas jogadas, Alex passa muita confiança ao torcedor e ao time, porém saiu de forma equivocada no segundo gol do adversário. Embora a leve falha tenha resultado em gol, não apaga o mérito do arqueiro no momento na equipe. NOTA 6,5

Rodinei – Sempre com muita dedicação, o lateral buscou ao máximo apoiar o time pelo seu lado do campo. Mas seus cruzamentos seguem sem surtir o efeito esperado. Defensivamente já consegue ser mais eficaz e passa confiança para o time com firmeza no combate às tentativas do adversário. NOTA 6,5

Réver – Partida razoável do camisa 15. Após uma estreia muito boa contra o Cruzeiro na última quarta, o defensor do Rubro-Negro não repetiu no jogo contra o São Paulo. Além de muito bem marcado nas bolas aéreas, Réver não cortou um cruzamento que Calleri aproveitou sozinho. Em determinados momentos precisou fazer antecipações no meio campo pela falta de proteção adequada ao seu setor. NOTA 6

Rafael Vaz – Jogou com confiança e buscou contribuir com o time no ataque com finalizações de longa distância, porém sem levar perigo ao gol adversário. Sua consistência tem ajudado o time a tomar poucos gols. Com o a volta de Juan às condições de jogo, provavelmente sairá do time, mas está dando muita segurança ao setor defensivo ao lado de Jorge. NOTA 6,5


Jorge – Grande partida do jovem camisa 6 do Mengão. Foi perigoso ofensivamente com chegadas de qualidade pelo seu setor do campo e um passe sensacional para Everton no lance que o Flamengo empatou a partida no primeiro tempo. Defensivamente segue consistente e não teve culpa no segundo gol do adversário, que saiu pelo seu lado de atuação. Entrar na lista olímpica parece ter motivado muito o jovem lateral. Que siga nesse ritmo apresentado hoje. NOTA 7

Márcio Araújo – Pareceu um pouco mais a vontade e até arriscou chutes de longa distância e levou perigo ao gol de Dênis num deles. Porém não foi suficiente para dizermos que ele melhorou. Na distribuição pelo meio segue fazendo o básico, destoando do restante da equipe que está cada vez mais buscando jogar em nível superior aos de seus adversários. NOTA 5,5

Arão – Melhor jogador do Flamengo em campo. O Capitão do time foi importante na defesa e decisivo no ataque. Vem a cada jogo se mostrando mais líder em campo e veste de fato a camisa da disposição. Ainda sofre pela falta de um companheiro no setor com mais qualidade e as vezes parece inseguro em arriscar um pouco mais na frente. Mais uma vez mostrou que tem estrela e deixou o seu gol, melhorando ainda mais a sua grande partida. NOTA 8

Alan Patrick – Faz a distribuição de jogo muito bem, mas peca quando precisa ser vertical nos passes. Além de insistir em prender a bola quando tem a chance de acelerar o passe. Nessa partida, perdeu o pênalti, sofrido por Emerson Sheik, que fatalmente daria a vitória ao Flamengo e desperdiçou todo esforço feito pelo time para buscar a virada. NOTA 6,5

Cirino – Boa partida do camisa, fez jogadas muito interessantes pela direita, se esforçou bastante na marcação ao lado de Rodinei e finalizou de forma perigosa. Cansado, deu lugar a Gabriel, mas mostrou que pode buscar seu melhor futebol e contribuir com o time. NOTA 7

Everton – Hoje destoou de suas últimas atuações. Contra uma defesa forte e alta, porém lenta, o camisa 22 buscou jogadas pela esquerda, tabelas no meio, fez a diagonal e numa tabela com Jorge, cruzou para o meio e o São Paulo fez contra o gol de empate do Fla. Com bons meias, ele pode render para o time por aquele lado, mas não pode ser responsável pela criação de jogadas, haja visto sua inconstância técnica entre um jogo e outro. NOTA 7

Vizeu – Mais uma vez uma partida dentro do que pode oferecer. Com o time ainda trabalhando pouco as bolas em profundidade, ele precisou se deslocar bastante para buscar a jogada fora da área e fez pivôs com certa qualidade. NOTA 6,5

Emerson – Substituiu Vizeu e buscou jogadas pelos dois lados, além de se posicionar bem dentro da área. Sofreu o pênalti que daria os três pontos para o time. NOTA 6,5

Gabriel – Entrou na vaga de Cirino e quase nada produziu. Com o São Paulo jogando bastante recuado, ficou sem espaço e perdeu quase todas as jogadas que tentou. Em um jogo onde não há espaços para jogadores de velocidade, fica ainda mais difícil para sua limitada habilidade técnica. NOTA 5

Fernandinho – Entrou e conseguiu se movimentar muito bem pela esquerda, mas com pouca qualidade técnica não criou lances de perigo real. NOTA 5,5