novaquebraatuações

No jogo de volta contra o Figueirense pela Sul-Americana, o Flamengo venceu o adversário catarinense por 3 a 1 e garantiu a vaga às oitavas de final no Kleber Andrade. Com três lindos gols de Everton, Jorge e Fernandinho, o Mengão se garantiu na fase seguinte. Veja a seguir, as notas das atuações dos jogadores.

Alex – Pouco trabalhou e não teve culpa do gol do Figueirense. Nas bolas pelo alto dominou e não deu chances para os atacantes adversários. NOTA 7,5

Pará – Desde que chegou ao Flamengo, não vive um momento tão bom no time. De sombra da jovem revelação Rodinei a titular absoluto e procurado pelos jogadores de ataque, o camisa 21 se multiplica em campo e defende e ataca com a mesma eficiência o jogo inteiro. Após ser questionado até sobre sua permanência no elenco, deu a volta por cima e virou peça de grande importância nesse Flamengo tão forte do segundo semestre. NOTA 8

Réver – Dominante pelo alto na defesa e no ataque, teve chances em bolas aéreas, mas não foi efetivo. Ainda marcou gol, mas o árbitro já havia assinalado impedimento. No lance do gol do Figueirense, foi o jogador do Flamengo que dividiu com mais firmeza, mas a sorte no momento não estava do nosso lado. Mérito deles. NOTA 7

Rafael Vaz – Partida típica de um jogador titular absoluto no time. Chutão quando preciso, toque e frieza para sair com qualidade também. É dono da vaga na zaga pelo lado esquerdo. NOTA 7


Jorge – Talvez a melhor partida dele em 2016 com a camisa do Flamengo. Defensivamente inigualável, fez uma partida ofensiva sensacional e numa sobra de bola, fez um gol de placa no Kléber Andrade. Pela sequência de jogos fora por lesão no joelho, volta a ter uma sequência positiva em campo e mais uma vez ajuda muito o time. NOTA 8,5

Márcio Araújo – Fez boas coberturas, principalmente pela esquerda com as subidas de Jorge para o ataque. Voltou a roubar bolas após algumas partidas apenas ocupando bem os espaços e ajudou muito o time. Por opção tática deu espaço para Alan Patrick no jogo. NOTA 6,5

Arão – Com uma configuração bastante ofensiva do time, onde até os laterais buscaram jogar no campo da ataque, se manteve durante grande parte do jogo protegendo os zagueiros e fez bonito. Deu carrinho, desarmes, roubou bolas, interceptou jogadas e inibiu os jogadores de ataque do adversário. Após partidas ruins, esse jogo pode significar o ressurgimento dele no time. NOTA 7,5

Diego – Mais uma vez mostrou que está se adaptando muito rápido nesse retorno ao Brasil. Em alguns momentos parecia ter mais de um dele em campo, tamanha a sua dedicação e versatilidade. Sempre tentando dar passes em profundidade e articulando muito bem as jogadas no meio, hoje já é peça fundamental no esquema de Zé Ricardo. NOTA 8

Gabriel – Após não fazer uma boa partida contra a Chapecoense, voltou a jogar bem e ajudar muito o time. Caiu pelos dois lados buscando jogadas em velocidade, incomodou o adversário e apareceu lá atrás para dar uma força na defesa, mesmo com o Figueirense pouco incomodando. Embora seja limitado tecnicamente, parece num momento melhor que os pontas titulares do time. NOTA 7

Everton – Inspirado, jogou como poucas vezes nessa temporada. Sempre ajudando na defesa, encontrou um Jorge também iluminado e deu trabalho ao adversário. Em linda jogada pelo meio, tabelou com Gabriel após receber de Diego e fez um lindo gol, empatando o jogo. Parece estar se reencontrando com seu melhor futebol. NOTA 8,5

Damião – Grande partida do atacante. Buscou tabelas, fez a presença de área, atuou de pivô e incomodou o adversário na saída de bola. Em alguns momentos demonstrou falta de ritmo e deu sinais que ainda não está em plenas condições físicas, mas tem qualidade técnica para fazer companhia a Guerrero numa possível formação com dois atacantes. NOTA 7

Alan Patrick – Veio para o jogo no lugar de Márcio Araújo numa clara intenção de tornar o time mais ofensivo do técnico Zé Ricardo. Fez a frente da zaga com bastante dedicação e contribuiu com sua candência e qualidade no passe ofensivamente. Finalizou com muita frieza num momento de pressão do Flamengo e quase marcou o seu gol. Tem condições de seguir ajudando o time na temporada. NOTA 7

Fernandinho – Voltou ao time no lugar de Everton para manter o gás pelo lado esquerdo do ataque e não deixou a desejar. Com pouco tempo em campo, fez uma linda jogada e marcou um golaço. Ainda se dedicou e ajudou bastante na recomposição defensiva. NOTA 8

Emerson – Voltou ao time após um longo período sem jogar e pouco produziu. SEM NOTA

 

Só golaço, hein!? Fla mandou bem demais e garantiu a vaga nas oitavas. E o que você achou das notas desse jogo? Deixe seu comentário e suas notas também. Pra gente é como um golaço do Mengão!!!

 

SRN

 

Raony Furtado