Em jogo isolado neste sábado (10/09) pela 24° rodada do Campeonato Brasileiro, o Fla foi até Salvador para conquistar mais um triunfo como visitante, desta vez contra a equipe do Vitória. Decisivos contra a Ponte Preta, na rodada passada, Fernandinho e Gabriel brilharam de novo e levaram a equipe rubro-negra aos 46 pontos, agora dividindo a liderança com o Palmeiras. 

Notas

Muralha: Fez 3 grandes defesas no jogo que evitaram um placar diferente. Duas, quando o time ainda não tinha conquistado a vantagem no placar. Não teve culpa no gol. NOTA 7

Pará: A fase é ótima e o lateral está sabendo aproveitá-la bem. Tem a confiança ideal para ir a linha de fundo e fazer cruzamentos perfeitos e a consciência tática necessária para não deixar espaços na defesa. Na partida de hoje, chegou a mais uma assistência no campeonato, desta vez em cruzamento perfeito na cabeça de Fernandinho. NOTA 8

Réver: Dono da zaga rubro-negra, fez mais uma excelente partida, rebatendo todos os cruzamentos que o Vitória tentava. As laterais estavam bem fechadas e os cruzamentos da intermediária e chutes de longa distância eram as únicas armas do time baiano. O lance do gol adversário contou com a sorte no chute falho de Diego Renan, que acabou virando uma assistência pra Zé Love. No ataque, quase fez seu 2° gol pelo Fla. Caíque, o goleiro adversário, operou um milagre. NOTA 7,5

Rafael Vaz: Diferentemente de seu parceiro, não vem num bom momento e fez mais uma partida estranha. Seus lançamentos são sempre bizarros e ele continua insistindo jogo após jogo. “Zagueirando”, ainda está bem e faz bom proveito de sua altura e boa velocidade para interceptar jogadas. NOTA 5

Jorge: Não foi muito usado no setor ofensivo no jogo deste sábado. Mas quando foi ao ataque, mostrou certa preguiça e foi desarmado com facilidade. Na única jogada em que acertou, conseguiu um pênalti, não marcado pelo árbitro. NOTA 6

Márcio Araújo: Em pelo menos 3 lances, colocou seus companheiros em cheque com passes perigosos. Também entregou a bola na intermediária pro time adversário em algumas ocasiões que poderiam nos prejudicar. Nulo no ataque, como sempre. NOTA 4,5

Willian Arão: Errou passes bobos que só não viraram contra-ataques, porque o time baiano já estava cansado no 2° tempo. Defensivamente ainda faz com excelência seu papel. É o líder em desarmes e roubadas de bola no Brasileirão. Foi importante no gol de empate executando linda tabela com Pará. NOTA 6,5

Diego: Está em todos os lugares do campo. Incrível e surpreendente o dinamismo que o Diego dá ao time. Os zagueiros e os laterais sempre têm alguém lhes ajudando na saída de bola, pois lá está o camisa 35. O centroavante sempre tem um meia chegando de traz pra fazer o pivô, pois lá está o camisa 35. Os volantes e pontas sempre têm com quem tabelar, pois lá está o camisa 35.  É simplesmente um craque! E nessa de tabelar com os pontas, foi que saiu o gol da virada. Diego enganou a marcação fingindo que iria se infiltrar, voltou pra fazer a parede e devolver na medida pra Gabriel apenas tirar do goleiro. Foi a sua primeira assistência com a camisa rubro-negra. Agora são 5 jogos e 5 vitórias de Diego. E contando… NOTA 7,5

Gabriel: Não fez um bom 1° tempo e não fazia uma grande 2° etapa que justificasse sua permanência ainda no time. Vai ver era o destino. Ele tinha que fazer o gol contra o time que ele odiava quando era criança (ele é torcedor e formado no Bahia). E fez. Segundo jogo seguido balançando as redes. NOTA 6,5

Fernandinho: Em um 1° tempo irregular, de jogadas boas e decisões ruins, o iluminado Fernandinho fez seu 3° gol com a camisa do Flamengo, no 3° jogo seguido. Começou de titular e não foi bem nos primeiros 10 minutos, mas depois começou a criar jogadas melhores e conseguiu levar perigo ao gol do time baiano. Até que aos 43 minutos da primeira etapa, ele balançou as redes, aliviando um pouco a má exibição do time nos primeiros 45 minutos. Mais um gol importante na conta do camisa 31. NOTA 7

Leandro Damião: Brigou muito pela bola e fez o goleiro Caíque trabalhar bastante. Ainda acertou o travessão em cabeçada forte. Bom jogo do centroavante, mas faltou um pouco de sorte para balançar as redes no Barradão. Deve voltar ao banco no próximo jogo. NOTA 6,5

Alan Patrick: Entrou no jogo e foi muito participativo, exigindo grande defesa do goleiro e trabalhando bem a bola no meio-campo. Zé Ricardo vai usando bem todas as peças do elenco. NOTA 6,5

Cirino: Entrou no lugar do Gabriel pra explorar bem o espaço deixado na lateral-esquerda, depois de Diego Renan ser expulso, mas ele não fez nada. NOTA 5

Mancuello: Jogou pouco. Sem nota

 

*Foto: Jéssica Santana / Flamengo