Para evitar o vexame de ser eliminado na primeira rodada da Copa do Brasil, o Flamengo recebeu o Confiança na noite desta quarta-feira, 20 de abril. O primeiro tempo foi mais duro, porém a equipe rubro-negra voltou do intervalo disposta a matar o jogo. Em excelente noite da trinca de meio-campo, destaque para Arão, que deu as 3 assistências para os 3 gols da partida. Mancuello saiu como maior finalizador e Cuéllar como jogador que mais trocou e acertou passes. Cirino marcou pela quinta vez consecutiva. Confira as notas de Flamengo 3 x 0 Confiança.

atuações dos jogadores

Paulo Victor: Não foi exigido e até saiu jogando bem com os pés na partida de hoje. NOTA 6

Rodinei: Excelente partida do camisa 2 do Fla. Apoiou muito no ataque, chegando à linha de fundo, cortando pra dentro, driblando, tabelando com Guerrero e até levando perigo ao gol do time sergipano. NOTA 7,5

Wallace: O Flamengo chegou a sofrer um certo perigo no primeiro tempo, mas nada que exigisse tanto dos zagueiros. Partida na média do capitão rubro-negro. NOTA 6

Juan: O time do Confiança não levou tanto perigo ao gol do Fla, mas sempre que o adversário ameaçou chegar na área, lá estava Juan para cortar e interceptar as bolas. Se destacou também por dar excelentes lançamentos para os pontas. NOTA 7

Jorge: Boa partida defensiva do lateral-esquerdo do Fla. No ataque, ainda sofre com a carência de um bom companheiro. Fernandinho, que estreou hoje, pouco ajudou para que o lateral se destacasse. Mas foi fundamental em alguns desarmes e cortes nos maiores momentos de perigo do Confiança. NOTA 6,5

Cuéllar: Partida absurda do colombiano. Dos 105 (!!!) passes que o camisa 26 tentou, ele acertou 103 (!!!). Estatística que ilustra bem a partidaça do volante na partida. Preciso nas interceptações, mostra a cada jogo uma noção perfeita de posicionamento dentro de campo. Está em todo lugar do meio-campo dando opção de passe, facilitando a troca de passes da equipe. NOTA 8

Willian Arão: O que falar do camisa 5 do Mengão que eu mal conheço e já considero pakas? Partida sensacional de Willian Arão. O Flamengo fez 3 gols na partida, e todos saíram dos pés ou da cabeça do volante rubro-negro. Ele viu mais cedo Luis Suarez dar 3 assistências no mesmo jogo e se inspirou para a partida desta noite. NOTA 9

Mancuello: Jogou muito o argentino. Sempre presente na área pra finalizar, foi já quase dentro da pequena área que Mancu abriu o placar da partida, dando mais tranquilidade à equipe. Ele ainda apareceu dentro da área finalizando com perigo mais outras duas vezes, além das excelentes faltas cobradas. Nas 3 oportunidades que teve, em um acertou o travessão e nas outras duas, exigiu boas defesas do arqueiro. A bola parada do Flamengo, agora sim, leva perigo ao adversário. Não só nas faltas, sejam frontais ou laterais, como também nos corners. NOTA 8,5

Fernandinho: Não foi uma estreia boa. Sentiu um pouco a ansiedade no começo do jogo e, antes mesmo dos 30 minutos de jogo, já havia errado 6 passes, além de inúmeras perdidas de bola. Pra não dizer que foi tão ruim assim, partiu dele o excelente lançamento para Arão no primeiro gol da partida. NOTA 6

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Marcelo Cirino: ON FIRE! Que fase vive o camisa do 7 do Mengão. Marcou pelo quinto jogo consecutivo, chegando a incrível marca de 6 gols nos últimos 5 jogos. E não é só em gols que o atacante vem se destacando. Na partida desta noite, deitou e rolou pra cima dos defensores. Jogando de costa, girou pra cima da marcação inúmeras vezes, deixando sempre um companheiro bem posicionado pra finalização. Já de frente pro adversário, não contou viagem e, na velocidade, deixou todos que tentavam o marcar pra comer grama. Outro destaque, este um pouco curioso. As 3 faltas na entrada da área que Mancuello cobrou com perigo, todas foram sofridas por Cirino. Direta ou indiretamente, o camisa 7 tem sido o principal jogador de ataque do Fla. NOTA 9

Paolo Guerrero: Como preparador de jogadas, excelente noite do peruano. Como finalizador, péssima noite para o peruano. Foi assim a partida do camisa 9. Fez bons pivôs e deixou os companheiros numa melhor chance de finalizar em muitas oportunidades. Quando ele teve este trabalho de terminar as jogadas, noite pra esquecer. NOTA 7

Gabriel: Das substituições do Flamengo, ele foi o que entrou mais cedo e pouco se destacou. NOTA 6

Alan Patrick: Também não fez muito nos poucos minutos que esteve em campo. SEM NOTA

Ederson: Foi o que entrou por ultimo e menos jogou. Porém foi o único que levou perigo num lindo chute de fora da área. A bola passou tirando tinta da trave. Não pode ser avaliado só por 5 minutos em campo. SEM NOTA