Select Page

Atuações: De saída, Alecsandro faz partida pra esquecer, Samir volta a ser titular, mas falha; notas de Cruzeiro 1 x 0 Flamengo

Atuações: De saída, Alecsandro faz partida pra esquecer, Samir volta a ser titular, mas falha; notas de Cruzeiro 1 x 0 Flamengo

Flamengo melhora desempenho em campo, evolui taticamente, mas peca no individual. Samir, de volta ao time depois de 3 meses, falha no gol cruzeirense

QUEBRA_PAG

Paulo Victor: 6 – Salvou o Flamengo em 3 oportunidades no primeiro tempo. Nada pôde fazer na cabeçada à queima-roupa de Manoel.

Pará: 5,5 – Voluntarioso, raçudo. Se entrega da forma que dá em campo. Os ataques perigosos do Flamengo eram sempre pela direita, mas já com Luiz Antônio jogando como lateral. Pará precisa apoiar mais.

Wallace: 5,5 – Foi bem no combate pelo chão. Travou batalha no começo do jogo com Damião. No jogo desta quarta, atuou como zagueiro-armador. Era dele que saíam os passes para os atacantes, já que o meio era nulo.

Samir: 4,5 – No primeiro tempo, em lance aparentemente sob controle, escorregou na frente da área e quase entregou um gol ao time do Cruzeiro. No segundo tempo, em escanteio na área do Flamengo, deixou seu alvo Manoel subir sozinho e marcar o gol da vitória do Cruzeiro.


Pico: 1 – Saiu do jogo justamente na virada de campo. Errou absolutamente tudo que tentou.

Jonas: 7 – Pode ter errado alguns passes bobos, mas na marcação foi quase perfeito. Desarmou, roubou e deu botes precisos.

Márcio Araújo: 6,5 – Não tem a qualidade do passe que Canteros tem, mas tem a penetração mais aguda, tem a corrida. E fez isso durante o jogo. Tentou conduzir a bola do meio pra frente, e foi razoavelmente bem.

Everton: 5 – Foi escalado pra armar o time, que não é sua função. Até tentou, mas não sabe se posicionar. Não adianta, ele gosta de jogar aberto pelos flancos do campo. Com isso, o buraco entre defesa e ataque, ficou imenso.

Paulinho: 3 – Mais uma partida terrível de Paulinho. Dribles mal-sucedidos, passes equivocados, péssima movimentação. Tá longe de ser o Paulinho de 2013.

Cirino: 6 – Fez boas jogadas pelo lado direito do ataque do Flamengo, e deu certo trabalho pra defesa do Cruzeiro. Mas na disputa que teve com Pará (jovem lateral esquerdo do Cruzeiro), saiu perdedor. Voltando de lesão, cansou no segundo tempo e pediu pra sair.

Alecsandro: 1 – Uma lástima. Que partida horrorosa do (ainda) camisa 9 do Flamengo. Lento, sem mobilidade, péssimo no papel de pivô, e como sempre um cone. Não é possível que Cristóvão tenha visto algo diferente disso. Tem que ir pro banco no sábado.

Luiz Antônio: 6 – Improvisado na lateral direita, Luiz Antônio fez boa partida no Mineirão. Foi com ele pelo lado direito, no segundo tempo, que as melhores chances do Flamengo apareceram.

Gabriel: 6 – Também entrou bem. Diferente das últimas partidas, entrou mais ligado, e partiu pra cima da defesa celeste. Bons dribles que proporcionaram faltas perigosas na lateral do campo.

Eduardo Da Silva: sem nota. – Mais uma vez entrou somente aos 40 do segundo tempo. Dessa vez nada pôde fazer, o chuveirinho não deu certo.

Cristóvão Borges: 6 – Ousou. Escalou o time pra frente em pleno Mineirão contra o bicampeão Cruzeiro. No intervalo, percebeu a péssima partida de Pico no primeiro tempo, e mandou Pará à esquerda, pra colocar Luiz Antônio na direita. Com 1×0 contra, resolveu colocar mais um centroavante, mas errou ao tirar Márcio Araújo, que preenchia o meio campo e ajudava na condução de bola da equipe. Talvez a melhor opção seria a saída de Pará, e o recuo de Everton pra lateral esquerda. Continuaríamos com meio campo, e ganharíamos em presença ofensiva. Taticamente, já vimos uma melhora significativa. Estávamos melhor no jogo quando tomamos gol de bola parada.

About The Author

ANÚNCIO

PRINCIPAIS POSTS

ANÚNCIO

TV MRN

Loading...

Assine nossa Newsletter

ANÚNCIO

Ajude o Mengão!

Banner_300X300

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto: